quinta-feira, 4 junho, 2020
Início Como começar a vender Confira já os 7 principais indicadores de desempenho para e-commerce

Confira já os 7 principais indicadores de desempenho para e-commerce

0

Confira já os 7 principais indicadores de desempenho para e-commerceAcompanhar a evolução de qualquer empresa é fundamental para que ela continue crescendo e ganhando espaço. Margem de lucro, fluxo de caixa, acompanhamento de estoque são alguns exemplos disso. Mas lojas virtuais precisam de análises ainda mais específicas: os indicadores de desempenho para e-commerce.

São números que apontam a evolução da estratégia para captar e converter novos clientes, dando pistas fundamentais sobre como melhorar ainda mais os resultados.

Quer ter esse tipo de visão em seu negócio? Vamos mostrar os 7 indicadores (também conhecidos como KPIs) principais para você ficar de olho. Acompanhe!

Baixe a Lista!

1. Número absoluto de visitas e conversões

Os números mais básicos de um e-commerce, os primeiros que lojistas têm contato, são o número de visitas na página e o de vendas feitas nela.

Em si, esses KPIs já apontam o crescimento de um negócio online demonstrando qual é o aumento do tráfego ao longo do tempo. Existem muito mais informações a serem tiradas desses indicadores de visitas:

  • Quais são as páginas de entrada, ou seja, aquelas por onde o consumidor começa a experiência dentro da loja.
  • Quais são as páginas de saída — provavelmente as mais problemáticas que, por algum motivo, tiram o visitante da sua loja.
  • A origem do tráfego, tanto geograficamente quanto por meios de captação que apontem em quais canais online o público está mais presente.
  • A quantidade de cliques por página, para entender como funciona a navegação dentro do e-commerce e medir estratégias de anúncios pagos.

Esses são apenas alguns exemplos. Na verdade, o número absoluto de visitas sempre será um ponto de comparação para quase todos os indicadores no setor.

2. Taxa de conversão

Vamos pegar os dois indicadores que citamos acima e dividir um pelo outro. Quantas visitas na loja virtual se transformam em vendas concluídas?

A porcentagem desse cálculo é a taxa de conversão, uma das métricas mais importantes para o e-commerce. E existe um motivo muito óbvio do porquê.

Em táticas de atração de novos clientes, expandir a base é sempre mais caro do que tentar aumentar o número de vendas dentro da base já existente.

Pense na jornada do consumidor. Quanto mais longe ele está do seu produto, maior é o caminho que precisa percorrer. E esse caminho custa dinheiro.

Quando a loja foca menos em números absolutos de visitas, pode realocar o esforço em técnicas de marketing e relacionamento para otimizar o trabalho: converter mais gastando menos. Quanto mais alta a taxa de conversão, mais sustentável é um negócio online.

3. Custo de Aquisição de Clientes (CAC)

Falando em otimizar o trabalho de atração, temos outro KPI que deve ser prioridade na sua rotina: o Custo de Aquisição de Clientes.

Esse indicador demonstra quanto você precisa investir para conseguir um cliente novo. Parece uma conta subjetiva demais? Com organização e inteligência, é muito fácil chegar nesse número.

Pense em uma nova campanha de anúncios pagos, como Ads no Instagram. Você pode alocar recursos X por determinado tempo e monitorar quantas conversões Y vieram dessa origem.

Depois de terminado o prazo da pesquisa, você divide o investimento X pelo ganho de clientes Y, chegando assim no CAC dessa campanha.

Um valor global é um pouco mais complexo, mas segue a mesma lógica: você soma gastos em marketing e vendas no e-commerce e divide por todos os clientes convertidos.

4. Ticket médio

Extrair mais conversões da base de visitantes atuais não é a única forma de melhorar os números sem precisar alcançar um público maior. É possível também conseguir mais lucro por venda que a loja faz.

O Ticket Médio é exatamente esse KPI. Ele é uma média aritmética simples que demonstra quanto o consumidor costuma gastar por compra na sua loja. Algumas estratégias interessantes para melhorar esse número são:

  • Um bom sistema de recomendação de produtos relacionados.
  • Oferta de condições especiais para clientes que gastam acima de determinado patamar.
  • Diversificação de canais de venda, como a aposta em marketplaces.

5. Taxa de retorno sobre investimento

Similar às taxas de aquisição, o ROI foca menos nos resultados em alcance e conversões e mais no ganho financeiro do negócio — o que vai garantir a sustentabilidade e um ciclo virtuoso de crescimento.

É uma conta simples: o quanto você investe em uma nova estratégia em comparação ao quanto recebeu de lucro por consequência dela.

No e-commerce, é muito importante apostar nas ações que deem os resultados mais significativos. Ao acompanhar o ROI de perto, você começa a entender quais são essas oportunidades e a investir certo no que traz resultado de verdade.

6. Taxa de abandono de carrinho

Quantos visitantes da loja colocam um produto no carrinho, mas vão embora sem concluir a compra? Esse indicador é vital para o sucesso de um e-commerce.

Pense nisto: de toda a jornada do consumidor, aquele que colocou o produto no carrinho já passou pela etapa de interesse, de pesquisa e consideração para comprar na sua loja. Não é bom perdê-lo antes do último passo que é a compra.

Acompanhar esse KPI de perto dá a oportunidade para traçar estratégias de ação e recuperação que diminuam a frequência das desistências e tragam de volta o lead que desistiu para completar o processo.

7. Valor do tempo de vida do cliente (LTV)

O LTV é um indicador muito ligado ao sucesso das campanhas de fidelização. Ele aponta quanto em média o cliente gasta na loja durante todo o período em que é fiel a ela.

O ideal, claro, é ter o consumidor gastando o máximo no maior tempo possível. Todos os seus esforços relacionados aos KPIs que listamos podem ser demonstrados pela evolução desse valor.

Afinal, quem não entende o impacto das próprias estratégias no crescimento da loja virtual não faz ideia do sucesso que pode alcançar. Além disso, não sabe para qual lado andar nem em que ponto está em relação ao resto do mercado.

Melhore a performance da sua loja com a ajuda dos indicadores certos!

Conforme explicamos neste texto, monitorar indicadores de performance para e-commerce pode ser o mapa para trilhar um caminho mais rápido e seguro do que os concorrentes. É por meio da análise de dados estratégicos que você conseguirá entender a fundo o público da sua loja, atrair e fidelizar mais clientes, aumentar o faturamento e otimizar os investimentos. Portanto, comece hoje mesmo a definir e acompanhar as métricas mais importantes para o seu negócio!

E que tal aproveitar os novos indicadores para melhorar a produtividade? Veja nosso artigo que lista ferramentas incríveis para ajudar você!

Venda mais com o Olist

Deixe seu comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui