Begin typing your search above and press return to search. Press Esc to cancel.

Números do e-commerce brasileiro: 34 dados que você PRECISA conhecer!


Números do e-commerce brasileiro: 34 dados que você PRECISA conhecer!

Já não é novidade que as vendas online estão transformando o varejo brasileiro e mundial. O e-commerce cresce a cada dia e hoje é uma estratégia fundamental para qualquer marca que deseja ganhar força e visibilidade. No entanto, a concorrência acirrada exige que lojistas adotem estratégias personalizadas para seus negócios e acompanhem as tendências de mercado. Assim, é mais fácil se manter na liderança.

Pensando nisso, o Olist preparou uma SUPERLISTA com 34 dados atualizados que você precisa conhecer sobre vendas online. Dividimos as informações em nove tópicos diferentes, desde faturamento até logística. A ideia deste post é servir de guia para que lojistas fiquem por dentro do que acontece no mercado de e-commerce e tomem ações embasadas em dados confiáveis.

Continue a leitura para conferir a lista completa e confira qual é a fonte de cada informação. Boa leitura e excelentes vendas!

Contrate o olist agora mesmo

34 dados e números sobre vendas online no Brasil

Faturamento e volume de pedidos

1. O e-commerce brasileiro registrou 123 milhões de pedidos e obteve um faturamento de R$ 53,2 bilhões em 2018. (Webshoppers 39 – Ebit|Nielsen)

2. 58 milhões de clientes fizeram pelo menos uma compra pela internet em 2018. (Webshoppers 39 – Ebit|Nielsen)

3. As regiões brasileiras que registraram maior crescimento no e-commerce foram Nordeste (27%), Norte (22%) e Sul (20%). (Webshoppers 39 – Ebit|Nielsen)

4. Para os clientes, as grandes vantagens de comprar online são: preços mais baratos do que em lojas físicas (70,9%), facilidade de comparação de preços e produtos (69,8%) e comodidade (67,1%). (E-commerce Trends 2018 – Rock Content)

Crescimento do e-commerce brasileiro entre 2012 e 2019. | Reprodução: Webshoppers 39
Crescimento do e-commerce brasileiro entre 2012 e 2019. | Reprodução: Webshoppers 39

Mobile commerce

5. 42,8% dos pedidos realizados no comércio eletrônico brasileiro em janeiro de 2019 foram feitos por dispositivos móveis. (Webshoppers 39 – Ebit|Nielsen)

6. Enquanto o e-commerce brasileiro cresceu 12% em 2018, o mobile commerce teve uma alta de 41% no mesmo ano. (Webshoppers 39 – Ebit|Nielsen)

7. 54% do público já realizou compras dentro de um aplicativo, sejam elas de bens virtuais ou de funcionalidades extras de um app. (Pesquisa Panorama 2018 – Mobile Time e Opinion Box)

8. O tempo médio de navegação dos brasileiros em aplicativos de celular é de 190 minutos por dia. (App Annie 2017 Retrospective Report – App Annie)

Marketplaces

9. A venda em marketplaces representou cerca de 18,5% do faturamento total do e-commerce brasileiro em 2017. (Webshoppers 37 – Ebit|Nielsen)

10. Os principais motivos que motivam a venda em marketplaces são: aumentar as vendas (81,5%), alcançar mais clientes (67,9) e fortalecer a marca (42%). (Pesquisa Vender em Marketplaces 2018 – Olist)

11. 18,3% das lojas presentes em marketplaces vendem em mais de 5 sites do tipo, enquanto 14,8% anunciam em apenas um canal. (Estudo sobre o futuro dos marketplaces no Brasil – Anymarket)

12. 66% das lojas que vendem em marketplaces seguem o regime tributário Simples Nacional e 19,4% são MEI. (Pesquisa Vender em Marketplaces 2018 – Olist)

Principais razões que levam lojistas a venderem em marketplaces. | Reprodução: Pesquisa Vender em Marketplaces 2018.
Principais razões que levam lojistas a venderem em marketplaces. | Reprodução: Pesquisa Vender em Marketplaces 2018

Categorias mais vendidas no e-commerce

13. As categorias que mais cresceram em número de pedidos no e-commerce em 2018 foram: Perfumaria/Cosméticos/Saúde (51%), Informática (27%), Alimentos e bebidas (23%) e Casa e decoração (16%). (Webshoppers 39 – Ebit|Nelsen)

14. Alguns dos segmentos que registraram maior ticket médio em 2018 foram: Eletrônicos (R$ 1.000), Eletrodomésticos (R$ 677), Informática (R$ 481) e Moda (R$ 319). (O Comportamento do Consumidor Online em 2018 – Social Miner)

15. O ticket médio da categoria de eletroeletrônicos foi de R$ 558,2 em 2017, enquanto a média de outros segmentos ficou em R$ 314,8. (E-commerce Radar Eletroeletrônicos 2017 – Neoatlas)

Categorias mais relevantes para o e-commerce em 2018. | Reprodução: Webshoppers 39
Categorias mais relevantes para o e-commerce em 2018. | Reprodução: Webshoppers 39

Comportamento de clientes

16. 97,3% do público que compra online afirma que já abandonou o carrinho de compras. (E-commerce Trends 2018 – Rock Content)

17. Os principais motivos para abandono de carrinho são: frete muito caro (82,3%), repensar sobre necessidade de compra (48,8) e prazo de entrega longo (40,7%). (E-commerce Trends 2018 – Rock Content)

18. 95% dos consumidores leem reviews antes de comprar um produto. (E-commerce Quality Index 2018 – Lett)

19. 80% do público afirma que gosta de receber recados de agradecimento das lojas e 72% prefere notas físicas a digitais. (Brand Packing)

Cadastro, categorização e reviews de produtos

20. 95% do público considera muito importante a apresentação de informações aprofundadas para a realização de compras pela internet. (E-commerce Quality Index 2018 – Lett)

21. A otimização no cadastro dos produtos aumenta a taxa de conversão dos anúncios em até 30%. (E-commerce Quality Index 2018 – Lett)

22. Mais de 70% das mercadorias avaliadas por clientes no Brasil têm nota entre 4,5 e 5. (E-commerce Quality Index 2018 – Lett)

23. A chance de compra de um item com 5 comentários é 270% maior do que um produto sem comentários. (E-commerce Quality Index 2018 – Lett)

Datas relevantes

24. As datas mais importantes para o e-commerce brasileiro em 2018 foram Black Friday, Natal, Dia das Mães, Dia dos Pais e Dia das Crianças. (Webshoppers 39 – Ebit|Nielsen)

25. No Natal de 2018, o e-commerce recebeu 20 milhões de pedidos e faturou R$ 9,9 bilhões, registrando alta de 13,5%. (Ebit|Nielsen)

26. 40,7% dos consumidores começam a pesquisar ofertas de Dia das Mães com pelo menos 7 dias de antecedência. (Pesquisa de Intenção de Compra Dia das Mães – Social Miner)

27. O público que compra produtos para o Dia das Crianças geralmente quer presentear filhos (48,9%), sobrinhos (43,3%) e afilhados (26,8%). (Relatório Dia das Crianças – Social Miner)

As datas mais relevantes para o comércio eletrônico brasileiro. | Reprodução Webshoppers 39.
As datas mais relevantes para o e-commerce brasileiro. | Reprodução Webshoppers 39

Black Friday

28. Em 2018, a Black Friday gerou um faturamento de R$ 2,6 bilhões para o e-commerce brasileiro – alta de 23% em relação ao ano anterior. (Ebit|Nielsen)

29. O número de pedidos durante a campanha de 2018 chegou à marca de 4,27 milhões, e o ticket médio foi de R$ 608. (Ebit|Nielsen)

30. Os produtos mais vendidos na Black Friday 2018 foram smartphones (39%), TVs (26%), eletroportáteis (26%) e itens de informática (25%). (Google e Provokers)

Categorias mais vendidas na Black Friday 2018. | Reprodução: Google e Provokers
Categorias mais vendidas na Black Friday 2018. | Reprodução: Google e Provokers

Logística

31. 88,6% dos e-commerces brasileiros contam com os Correios para fazer a entrega das encomendas e 58,7% usam serviços de transportadoras privadas. (Logística no E-commerce Brasileiro 2019 – ABComm)

32. As transportadoras privadas mais usadas por lojas virtuais são Jadlog, Total Express, Braspress, Rodonaves e TNT. (Logística no E-commerce Brasileiro 2019 – ABComm)

33. O frete grátis voltou a ganhar destaque entre as estratégias das lojas brasileiras e seu uso alcançou a média de 35% no último trimestre de 2018. (Webshoppers 39 – Ebit|Nielsen)

34. Entre os fatores mais comuns para as lojas oferecerem frete grátis estão: aumento da conversão (78,9%), aumento do ticket médio (45,1%) e atração de novos clientes (31,7%). (Logística no E-commerce Brasileiro 2019 – ABComm)

Evolução do uso de frete grátis entre as lojas brasileiras. | Reprodução Webshoppers 39
Evolução do uso de frete grátis entre as lojas brasileiras. | Reprodução Webshoppers 39

Use esses dados para aperfeiçoar a sua estratégia no e-commerce

E aí, gostou dos dados que compartilhamos neste post? Eles revelam o panorama do e-commerce brasileiro e indicam as tendências mais relevantes do momento. Ou seja, por meio dessas informações estratégicas, você ganha recursos para otimizar a operação da sua loja e investir em táticas de venda certeiras. 

Conforme você viu no texto, anunciar em marketplaces é uma excelente forma de diversificar os canais de venda e aumentar o faturamento. Trabalhar com categorias de destaque e se antecipar a datas especiais também são exemplos de técnicas eficazes para você faturar mais no e-commerce. 

E agora que você conhece esses dados preciosos, é hora de partir para a ação. Entenda quais são as prioridades da sua loja neste momento e monte um plano de ações para ganhar competitividade online e melhorar a sua performance de vendas!

Conhece outros dados relevantes do e-commerce? Compartilhe nos comentários!

Venda mais com o Olist

+ Nenhum comentário

Adicione o seu