Gestão financeira no e-commerce

Um bom gerenciamento financeiro significa acompanhar todas as vendas, compras de estoque, faturas, pagamentos de funcionários e qualquer outra despesa em seu negócio. Mas, afinal, por que todo esse trabalho é importante?

Pelo fato de que, por meio dele, você protege a empresa de uma possível falência. Além disso, consegue definir metas inteligentes de crescimento ou consertar áreas que perdem dinheiro.

Neste conteúdo, será mostrado algumas das principais questões a serem monitoradas a fim de garantir uma sólida gestão financeira para o e-commerce! Acompanhe.


A importância da gestão financeira para e-commerce

Em qualquer estágio do ciclo de vida de uma empresa, é vital conhecer o fluxo de caixa e fazer previsões regulares para possíveis mudanças. O fato é que, para administrar uma organização de forma bem-sucedida, a administração do dinheiro deve ser uma prioridade. Para descobrir o seu nível de controle financeiro, responda às seguintes perguntas:

  • Qual foi o faturamento em 2019?
  • Qual é a margem de lucro ideal?
  • Quais são os custos fixos e variáveis?
  • Quanto a empresa possui em caixa?
  • Qual é a previsão de lucro para o próximo semestre?
  • Quantas vendas são necessárias para atingir o ponto de equilíbrio?

Se você não tem resposta a essas perguntas, toda a sua operação está em risco. Afinal, as decisões são baseadas em achismos, e a chance de perder o controle é muito grande. Por exemplo, sem a previsão dos ganhos futuros, sua organização está impossibilitada de fazer bons investimentos a longo prazo.

Veja a seguir as vantagens da gestão financeira para e-commerce!

Redução de custos

É importante fazer uma revisão regular das despesas da organização, especialmente quando os funcionários estão autorizados a gastar em nome da empresa. Cada custo deve ser questionado do ponto de vista da necessidade e do valor. A gestão financeira permite identificar ineficiências e definir o teto de gastos do negócio.

Análise do fluxo de caixa

O exercício ajuda a comparar as receitas e despesas mês a mês. Isso permite considerar como os fatores sazonais afetam o fluxo de caixa da empresa. A partir desse conhecimento, é possível reduzir ou aumentar os investimentos em estoque de acordo com a demanda no período.

Otimização de processos

As taxas de crescimento fornecem uma indicação de como a empresa está lidando com um aumento nas vendas. Por exemplo, as vendas podem crescer 15% em relação ao ano anterior. No entanto, se os custos relacionados estão 30% maiores, há algum problema na operação que deve ser identificado e eliminado.

Orientações para aprimorar a gestão financeira

Para corrigir os processos financeiros, é preciso implementar estratégias de curto prazo. Comece pequeno e faça disso uma rotina antes de adicionar outros aspectos à contabilidade. A seguir, estão algumas práticas que podem ajudar.

1. Separe seus negócios das finanças pessoais

Misturar gastos pessoais aos da empresa é um erro bastante comum e devastador em qualquer negócio. Ninguém deve utilizar o caixa do seu empreendimento para cobrir despesas privadas — é preciso definir os salários ou pró-labore e considerá-los nas despesas.

Da mesma forma, se a sua empresa estiver em crise econômica, é recomendável que você não invista fundos pessoais. Uma boa maneira de começar esse processo é criar contas bancárias separadas para CNPJ e CPF.

2. Fique de olho nas despesas

De nada adianta aumentar as vendas se as despesas estão fora de controle. Analise cada detalhe da operação e entenda o que pode ser reduzido, alterado ou eliminado. Após a otimização dos custos, pense em como utilizar o capital extra para aumentar a competitividade.

Isso não apenas poupa o ônus financeiro das contas acumuladas, como garante que seu fluxo de caixa permaneça estável — mesmo nos meses mais lentos.

3. Controle o inventário

Uma das ações mais eficazes de gerenciamento financeiro para e-commerce é simplesmente gerenciar seu inventário. Evite compras em excesso, que possam sobrecarregar o fluxo de caixa. O resultado são reduções:

  • No custo de armazenamento
  • Nas perdas por obsolescência
  • No custo com seguro das mercadorias
  • No custo com transporte, danos, roubos etc.

Um mundo perfeito seria aquele em que 100% do estoque fosse comercializado no mês, mas, para a realidade, a alternativa é tornar a gestão de inventário cada vez mais inteligente e eficaz. Procure sempre antecipar a alta temporada e melhorar a comunicação entre os departamentos envolvidos.

4. Negocie com fornecedores

A relação com fornecedores é a primeira e principal etapa na criação de uma loja virtual. Seja na compra de insumos ou de produtos para revenda, uma boa negociação vai definir a viabilidade (ou não) do negócio. Portanto, reduzir os custos ou aumentar a qualidade com novos acordos e parcerias faz parte da rotina do e-commerce.

Com o controle financeiro, é possível garantir um bom histórico de pagamentos e planejar pedidos maiores — o que permitirá melhores acordos.

5. Tenha reservas de caixa

Todas as empresas precisam de reserva financeira para suportar crises econômicas, mudanças no consumo, concorrência, novas tecnologias e até para aproveitar oportunidades.

Mesmo com um plano de negócios robusto e detalhado, imprevistos vão acontecer. A sobra de caixa permite uma tranquilidade para tomar as melhores decisões independentemente do cenário. O ideal é ter capital suficiente para suportar, no mínimo, 2 anos de operação.

6. Monitore a contabilidade

Muitos empresários dependem dos contadores para obter registros financeiros. Isso nega a eles a oportunidade de compreender suas finanças. Mesmo com bons profissionais, o proprietário precisa entender e organizar seus relatórios com frequência.

Ter familiaridade com o fluxo de caixa permite traçar metas financeiras mais realistas, além de ajudar na identificação e eliminação de gastos.

Como a tecnologia pode auxiliar no controle das finanças

O fluxo de informações que existe hoje nas empresas é enorme. Portanto, é crucial a adoção de soluções tecnológicas adequadas ao negócio. Veja algumas vantagens:

  • Centralização da informação: o compartilhamento de conhecimentos na internet permite que todos os funcionários tenham acesso ao mesmo documento ou relatório, facilitando sua consulta e edição.
  • Tomada de decisão mais eficiente: os dados se tornam acessíveis, e as decisões serão acertadas.
  • Maior produtividade: tarefas manuais e repetitivas podem ser automatizadas. Com isso, a equipe pode focar em atividades relevantes para as metas da empresa.
  • Aumento nas vendas: o uso de softwares no e-commerce, como plataformas e soluções de venda, pode agilizar processos e ampliar os canais de venda e divulgação.

A gestão financeira como guia nos negócios

Como se pôde ver, a gestão financeira para e-commerce (ou em qualquer outra atividade) é uma das áreas mais importantes e deve ser monitorada com frequência.

Somente o conhecimento completo e atualizado das receitas e despesas pode garantir reduções de custos, controle adequado de estoque, investimentos e decisões acertadas para expandir seu empreendimento.

Gostou deste conteúdo e quer saber mais sobre o assunto? Veja agora outros impactos das finanças em sua gestão!

Deixe seu comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui