marketing digital para e-commerce

Quem tem uma loja virtual certamente consegue alcançar muito mais clientes do que quem tem uma loja física. Por outro lado, a concorrência também é maior. É com o objetivo de fazer um negócio se destacar em meio aos outros que as estratégias de Marketing digital existem.

Este post é um guia completo sobre Marketing Digital para e-commerce. Aqui, você vai saber quais são as melhores táticas, quais as vantagens de investir nelas e como fazer um planejamento eficaz. Acompanhe!


O que é Marketing Digital

A internet faz parte da rotina da grande maioria das pessoas. As suas ferramentas e as redes sociais são consultadas diariamente por quem busca informações, inclusive sobre produtos ou serviços que desejam consumir.

Por isso, a internet é hoje uma grande influenciadora da jornada de compra do consumidor, que é o caminho que uma pessoa percorre desde a identificação de uma necessidade até a compra de algo que resolva aquele problema.

O Marketing Digital, então, engloba as estratégias adotadas por empresas para divulgar os seus produtos nos meios virtuais, criar vínculos com clientes, fortalecer a imagem da marca e atrair novos negócios.

Como o Marketing Digital funciona no e-commerce

O Marketing Digital para e-commerce é feito com base em dados analisados em tempo real e, por isso, a sua eficiência é maior do que a de meios de comunicação tradicionais. Enquanto uma campanha na televisão, por exemplo, se baseia apenas em informações previamente adquiridas sobre os consumidores, o Marketing Digital consegue veicular anúncios com base nos dados de navegação de cada pessoa.

Assim, cada um recebe os conteúdos pelos quais realmente está interessado e as empresas conseguem ser mais assertivas em sua comunicação. Certamente você já viu na internet diversos anúncios de produtos que já tinha visitado no site, não é mesmo? Quantas vezes isso aconteceu enquanto você assistia à televisão ou ouvia rádio?

Vantagens de investir em Marketing Digital no e-commerce

Já ficou fácil perceber que o Marketing Digital para e-commerce tem muitos benefícios, não é mesmo? Listamos a seguir cada um deles!

Presença online

A presença digital é importante para qualquer negócio. Hoje em dia, ao descobrir uma empresa, o consumidor já procura saber em quais canais online a marca está presente, sejam eles site ou redes sociais. Ao visitar essas páginas, a pessoa conhece a identidade visual, história, produtos e demais informações sobre o negócio e se sente mais segura para comprar.

Relacionamento com o consumidor

Quem tem uma loja online não consegue ter contato pessoal com o cliente, afinal, as compras são feitas no ambiente virtual e entregues por transportadoras aos consumidores. Nesse sentido, o Marketing Digital chega para criar e manter o vínculo entre empresas e clientes.

As redes sociais são grandes aliadas na resolução desse tipo de questão. Por meio da interação com o público, é possível apresentar mercadorias, tirar dúvidas, receber feedbacks e ainda construir autoridade e ganhar a confiança de clientes em potencial.

O blog também é um recurso útil para essas situações. Os posts devem oferecer soluções para os possíveis problemas dos consumidores, tirar dúvidas sobre assuntos relacionados aos produtos vendidos e dar dicas de utilização. Tudo isso ajuda o empreendimento a ser visto como referência em determinado assunto e, assim, criar um vínculo mais forte com os internautas.

Fidelização de clientes

A realização de uma venda nunca deve ser o último ponto de contato entre você e o cliente. Após a compra, é fundamental manter o contato com o consumidor, tanto para receber feedbacks quanto para estimular a recompra ou a indicação da marca para outras pessoas.

A indicação de um produto por um cliente satisfeito custa menos e costuma ser mais eficiente do que o processo de captação de novos consumidores. Por isso, é importante que uma empresa se dedique ao encantamento do cliente após a compra.

O Marketing Digital para e-commerce oferece diversas possibilidades de fazer isso acontecer — com fluxos de e-mail, formulários de avaliação, cupons de desconto para amigos dos clientes ou informações relevantes sobre a utilização serviço/objeto, por exemplo.

Segmentação do público

Ao contrário do que acontece nos meios tradicionais de comunicação, no Marketing Digital é possível veicular anúncios para públicos muito específicos. Se você tem uma loja de roupas, por exemplo, pode falar especificamente os interessados em blusas ou calças.

Pode também segmentar o seu público por localização e mostrar para cada um as peças que combinam com o clima daquela região. outra opção é dividir as pessoas por poder aquisitivo e oferecer a cada grupo as roupas que têm preços condizentes com cada realidade.

Isso permite que a experiência do consumidor seja mais rica e aumenta as chances de identificação com a marca e com os produtos que estão sendo oferecidos.

Acompanhamento da jornada de compra

Como já falamos, a jornada de compra é o caminho que uma pessoa percorre desde o momento em que descobre uma necessidade até a hora da aquisição da mercadoria que vai resolver aquele problema. O entendimento da jornada de compra é valioso para o planejamento das estratégias de vendas.

A vantagem do Marketing Digital é que ele permite mapear todo esse trajeto pelos canais que o consumidor passa. Até comparar e coletar dados sobre o comportamento das pessoas em cada uma das etapas da jornada é possível. Assim, fica mais fácil dar ao cliente todo o suporte que ele precisa e estimular o desejo de compra.

Modalidades de Marketing Digital

Existem diversas modalidades de Marketing Digital que podem ajudar um e-commerce a melhorar os seus resultados. A seguir, apresentaremos algumas delas. É importante ter em mente que nem todas podem ser adequadas para os diferentes tipos de negócio e, ao mesmo tempo, considerar que a junção de duas ou mais modalidades pode potencializar os bons resultados. 

Redes Sociais

As redes sociais são uma das modalidades de Marketing Digital mais conhecidas pelo público e utilizadas pelas empresas. Por meio delas, é possível aumentar a visibilidade, conquistar novos clientes, criar vínculos com o público, tirar dúvidas, receber feedbacks e até vender. 

Não basta sair criando perfis em todas as redes sociais conhecidas — é importante avaliar quais são as preferidas do seu público e em qual delas o seu conteúdo se encaixa melhor. Prefira estar em menos redes e ter um conteúdo de mais qualidade do que estar em todas e não conseguir dar conta de postar e interagir bem com os usuários.

Marketing de Conteúdo

O seu conteúdo é o que vai chamar atenção do consumidor para o site ou perfil da sua loja. Por isso, ele deve ser bem planejado e bem produzido. Escolha temas que tenham a ver com o seu público e procure tirar dúvidas comuns à maioria das pessoas que procura o seu produto.

Antes de começar a produzir conteúdo para e-commerce, é importante lembrar que ele nem sempre precisa ser apresentado em forma de texto. Você pode produzir vídeos, infográficos, planilhas e até mesmo eventos que chamem atenção de clientes em potencial como forma de atração.

Inbound Marketing

O Inbound Marketing é uma das formas de fazer Marketing de Conteúdo e ganha cada vez mais espaço na divulgação de lojas virtuais. Esse método tem o objetivo de gerar leads (contato de possíveis clientes) e nutri-los por meio de conteúdos interessantes, guiando-os até o momento de decisão de compra.

A atração de leads costuma ser feita por meio de uma oferta de conteúdo gratuito, como um e-book ou palestra virtual. A partir daí, o consumidor entra em fluxo de comunicação para que seja levado, aos poucos, ao momento ideal para a aquisição de um produto.

A nutrição do lead pode ser feita com e-mails, outros materiais interessantes, aulas, consultorias e, finalmente, com ofertas para estimular a compra.

E-mail marketing

O e-mail marketing é a utilização de ferramentas de disparo de mensagens com o objetivo de alcançar os consumidores e oferecer conteúdos e ofertas relevantes, a depender do estágio da jornada de compra em que cada um se encontra.

Essa modalidade é muito utilizada por lojas online para tentar reverter carrinhos abandonados, por exemplo, com o envio de cupons de desconto e oferta de outros benefícios como frete grátis.

O e-mail marketing tem muitas vantagens, como o baixo custo, a rapidez no envio e a capacidade de atingir um grande número de pessoas.

Anúncios

Os anúncios, sejam eles do Facebook ou do Google, são uma das táticas de Marketing Digital mais adotadas por empresas de e-commerce, já que têm grande alcance de público segmentado e geram resultados imediatos

No Google, é possível anunciar na Rede de Pesquisa ou na Rede de Display. No primeiro caso, a sua loja aparece nos primeiros resultados da busca quando o cliente pesquisa por palavras-chave que tenham a ver com o negócio. As palavras devem ser estudadas previamente e cadastradas no momento da configuração do anúncio. A Rede de Display, por sua vez, exibe anúncios em formatos de imagem em milhares de sites parceiros do Google.

Já os anúncios do Facebook podem aparecer tanto na própria rede social quanto no Instagram, já que as duas empresas fazem parte do mesmo grupo. Eles podem ser em formatos diferentes, como imagem, vídeo, carrossel ou stories.

Remarketing

Também chamado de retargeting, o remarketing é uma estratégia efetiva e muito conhecida pelos consumidores. O seu objetivo é trazer de volta para a loja os clientes que visitaram determinados produtos, porém não finalizaram a compra por algum motivo. Lembra que falamos no início do texto que certamente você já recebeu anúncios dos sites que visitou? É o remarketing.

Ele ajuda a fazer com que o consumidor continue lembrando do produto mesmo depois de ter fechado a página e, com isso, mantenha o desejo de compra. O remarketing é feito por meio de anúncios, seja no Google ou nas redes sociais dos clientes em potencial.

SEO

SEO é a sigla para Search Engine Optimization e dá nome ao conjunto de técnicas focadas em melhorar o posicionamento de um site nas páginas de resultado de buscadores como o Google

Diferente dos anúncios pagos, o SEO não oferece resultados imediatos — leva cerca de três meses para que as diferenças comecem a ser notadas. Porém, os benefícios que a estratégia oferece são valiosos para um e-commerce.

Além de aumentar o tráfego de visitantes de forma gratuita, aparecer nas primeiras posições do Google atrai pessoas mais propensas a comprar. Afinal, foram os próprios consumidores que procuraram pelo produto, e não um anúncio que chegou até eles.


Principais ferramentas de Marketing Digital

Qualquer uma das estratégias apresentadas acima tem a capacidade de trazer bons resultados para o seu negócio. Para ajudar a colocá-las em práticas, existem algumas ferramentas de Marketing Digital que facilitam e otimizam o trabalho.

Elas tornam mais ágeis processos como a criação de Landing Pages e Formulários de Aquisição de Leads, disparo de e-mail marketing, estudo de palavras-chave e atendimento ao público, por exemplo. Veja a seleção que fizemos com algumas ferramentas importantes abaixo!

Software de e-mail marketing

Esse tipo de ferramenta permite a criação de diversas segmentações de público por meio da base de leads de uma empresa. Ela também é a responsável pelo disparo simultâneo de milhares de mensagens para as pessoas escolhidas. Já imaginou fazer isso manualmente?

Outro benefício dos softwares de e-mail marketing é a possibilidade de análise dos resultados de cada campanha. Uma boa ferramenta disponibiliza dados sobre a entrega, abertura e cliques. Assim, é possível saber o que está agradando e o que não performou tão bem.

Ferramenta para construção de Landing Pages

As Landing Pages são páginas simples, que recebem visitantes com o objetivo de convertê-los em leads. É por meio delas que são oferecidos materiais ricos como e-books, infográficos ou palestras, e, para acessá-los, o internauta precisa preencher um formulário com suas informações.

Hoje em dia, existem no mercado alguns recursos que permitem a criação desse tipo de página de forma rápida e intuitiva, sem que seja necessário contratar designers ou desenvolvedores. Além da praticidade na criação das Landing Pages, essas ferramentas também oferecem dados sobre o comportamento dos usuários, que podem ser aproveitados para a otimização da performance da página.

Plataforma de Analytics

Essa plataforma permite que você analise o comportamento do consumidor durante a visita ao seu site. Elas mostram dados como a quantidade de visitantes, duração de cada sessão, páginas mais visitadas, origem do tráfego e uma série de outras informações valiosas, que podem render insights importantes para o desenvolvimento do negócio.

Por meio dessas ferramentas é possível medir o retorno sobre o investimento (ROI) das ações de marketing realizadas, como anúncios, e saber em quais continuar investindo ou quais devem ser descartadas.

Ferramentas de SEO

Existem algumas ferramentas que se propõem a ajudar na otimização de uma página para o seu ranqueamento. Por meio delas, é possível fazer estudos aprofundados sobre qualquer palavra-chave. É possível saber o volume de busca, quais são os principais concorrentes e as palavras relacionadas, por exemplo.

Todas essas informações são importantes para o planejamento do conteúdo. É com base nelas que você consegue definir sobre o que falar e quanto falar, além da possibilidade de ter insights importantes depois de analisar esses dados.

Sistemas de chat personalizado

O chat em tempo real é uma excelente forma de tirar dúvidas dos clientes e solucionar problemas de forma rápida e barata. Essa ferramenta permite uma comunicação mais eficiente com o cliente e oferece relatórios qualificados sobre o público e seu comportamento, Além disso, guarda registros das conversas e permite o atendimento a mais de um cliente por vez.

Empresas com grande fluxo de visitantes em suas lojas podem ainda programar respostas automáticas para as primeiras perguntas, para filtrar os tipos de problema e agilizar o atendimento.

Software de gerenciamento de redes sociais

Esse sistema permite o agendamento de postagens, o acompanhamento das menções à marca e a centralização de todas as opções de interação com o público em um só lugar. Assim, fica mais fácil estar a par de tudo o que acontece nos seus perfis e responder os seguidores.

Como planejar o Marketing Digital do e-commerce

Se você está pronto para investir no Marketing Digital para e-commerce, já pode começar a trabalhar no planejamento das ações. Esse é o primeiro passo para uma estratégia de sucesso e é importante porque é a partir dele que você vai entender o que precisa ser feito e analisado. Veja como montar um plano de Marketing Digital abaixo!

Defina objetivos

Antes de traçar ações, é preciso saber aonde se quer chegar. Defina quais são os objetivos do negócio e crie metas alcançáveis, mensuráveis e com um tempo determinado para serem atingidas. Assim, fica mais fácil acompanhar o desenvolvimento do time — sem contar que trabalhar com metas impossíveis é desmotivador, não é mesmo?

Depois, escolha quais métricas serão analisadas para medir o sucesso de cada estratégia.

Conheça o seu público

As buyer personas são perfis semifictícios que definem o cliente ideal de uma empresa. Elas estão além da definição de público-alvo, pois, além de dados demográficos, trazem também informações sobre gostos pessoais, costumes, preocupações, medos e sonhos.

Com uma persona definida, planejar conteúdos fica mais fácil. Para conhecer melhor a sua persona, converse com os seus clientes!

Defina os canais a serem utilizados

Nem todos os canais disponíveis precisam ser utilizados em um plano de Marketing Digital. Quem conhece bem a sua persona sabe quais são os meios mais utilizados por ela e é com base nessas informações que eles devem ser escolhidos.

A escolha também deve considerar o tipo de conteúdo que tem mais a ver com o produto e com a facilidade de criação. Se você não faz ideia de como fazer bons vídeos, por exemplo, o YouTube pode não ser uma boa ideia, já que esse formato dá trabalho, exige investimentos maiores e pode ter a qualidade comprometida.

Determine o conteúdo a ser produzido

Agora chegou a hora de definir sobre o que falar. As ferramentas de SEO e o conhecimento da persona são grandes aliados para a tomada dessa decisão. Sabendo quais são as dúvidas, necessidade, medos e preocupações do público, fica fácil planejar o conteúdo — ele deve ter as respostas para todas essas perguntas.

Com as ferramentas de SEO, dá para saber quais são os termos mais procurados nos mecanismos de busca e escolher as palavras-chave. Depois de definir os conteúdos que serão veiculados, é importante também colocá-los em um cronograma para deixar tudo mais organizado e não se esquecer de nenhum deles.

Teste

Se não está seguro sobre a efetividade de uma determinada estratégia, teste! Hoje em dia, as ferramentas de Marketing Digital já permitem a realização de testes de maneira prática e oferecem relatórios organizados sobre os resultados.

Quem está em dúvida sobre dois conteúdos de e-mail, por exemplo, pode fazer um disparo inicial das duas opções. Cada uma será enviada para um pequeno grupo de pessoas e a que performar melhor dentro de um determinado período de tempo será enviada para o resto da lista de contatos.

Analise

Antes de montar o próximo planejamento, é imprescindível analisar os resultados do que foi feito anteriormente. Só assim é possível traçar estratégias com base em dados reais. Com o passar do tempo, a tendência é que a empresa tenha cada vez mais conhecimento sobre o público e o mercado e consiga traçar planos cada vez mais eficazes.

Erros comuns de Marketing Digital no e-commerce

Agora que você já conhece as estratégias de Marketing Digital para e-commerce e sabe como construir um bom planejamento, confira a lista que preparamos com alguns erros comuns. A partir disso, você vai conseguir evitá-los e escapar de mitos do marketing digital:

  • Não diversificar o conteúdo: não fale só sobre o seu produto! Abordar temas relacionados que sejam de interesse da persona é uma boa prática.
  • Ser superficial: as pessoas buscam nos conteúdos as respostas para os seus problemas. Por isso, tente explicar tudo da maneira mais clara possível e com o máximo de detalhes.
  • Não postar com frequência: quem segue uma empresa ou se inscreveu em uma lista para receber conteúdos está interessado no que ela tem a dizer. Portanto, evite postar pouco ou começar com uma frequência grande de conteúdos e, depois, diminuir o ritmo drasticamente.
  • Não ter identidade visual: é importante que a persona reconheça o seu conteúdo antes mesmo de começar a ler.
  • Ter visual amador: um layout amador no site ou publicações com artes malfeitas passam a ideia de que a loja não é confiável.

Por onde começar

Ter produtos de qualidade e vender online não são garantia de sucesso. Para alcançar bons resultados e uma presença digital satisfatória, é preciso investir em algumas ações de Marketing Digital para e-commerce.

O primeiro passo você já deu, que é procurar saber o que pode ser feito. Antes de começar a planejar e colocar a mão na massa, no entanto, é importante estudar algumas estratégias mais aprofundadamente.

Para ajudar nessa missão, preparamos um e-book com as principais informações sobre Inbound Marketing e outras estratégias de Marketing Digital. Clique aqui para baixar!

1 comentário

Deixe seu comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui