O que vender na quarentena para ter renda extra: como superar o Coronavírus

Em 26 de fevereiro, foi confirmado o primeiro caso de Coronavírus no Brasil. Desde então, a doença se espalhou pelo país e afetou principalmente quem trabalha com comércio. Devido à necessidade de isolamento, muitas lojas fecharam as portas e perderam sua principal fonte de sustento. E, nesse cenário, as buscas por o que vender na quarentena para ter renda extra começaram a crescer.

Se você está buscando formas de garantir a renda mesmo em tempos de pandemia, chegou ao lugar certo. Neste texto, apresentamos algumas categorias de mercado que estão em alta e listamos diversas opções de produtos para você vender de casa. Confira a seguir e descubra como superar os impactos do Coronavírus nas vendas!

Aproveite e baixe grátis nossa lista com 76 produtos para vender na quarentena! Confira quais itens estão bombando no e-commerce e descubra como ganhar dinheiro com eles:

Grandes Listas Olist: produtos para vender na quarentena

O que vender na quarentena: categorias e produtos em alta

A lista de segmentos e produtos que compartilhamos abaixo foi construída a partir da análise de tendências de mercado. Além disso, consideramos os itens mais vendidos no Olist e em grandes sites nas últimas semanas. Acompanhe e avalie quais mercadorias você pode incluir no catálogo da sua loja!

Higiene e saúde

A necessidade de prevenção ao Coronavírus fez com que a venda de produtos de higiene crescesse muito nos últimos meses. Entre fevereiro e março de 2020, o consumo de itens da categoria Saúde aumentou 22 vezes no Brasil, conforme dados divulgados na pesquisa EQI Saúde, Higiene e Beleza, da Lett. Listamos abaixo alguns produtos que têm registrado alta demanda:

  • Álcool em gel
  • Antissépticos (gel, sabonete, xampu etc.)
  • Desinfetantes
  • Fraldas infantis descartáveis
  • Luvas cirúrgicas
  • Máscaras (descartáveis e personalizadas)
  • Nebulizadores e inaladores
  • Papel higiênico
  • Soro fisiológico
  • Termômetros

Casa e decoração

Por estarem passando tanto tempo em casa, os brasileiros têm investido no bem-estar e aconchego do lar. Segundo dados do Mercado Livre, o número de pedidos relacionados às categorias de Casa, Móveis e Jardim aumentou 84% nos primeiros meses de 2020 em relação ao mesmo período do ano anterior. Entre os itens mais populares estão:

  • Aspiradores de pó
  • Aquecedores
  • Cortinas
  • Fritadeiras sem óleo
  • Luminárias
  • Panelas e acessórios de cozinha
  • Plantas e itens de jardinagem
  • Sofás e poltronas
  • Televisões
Categorias que tiveram maior alta em volume de pedidos no Mercado Livre devido ao Coronavírus. | Reprodução: Mercado Livre
Categorias que tiveram alta no volume de pedidos no Mercado Livre devido ao Coronavírus. | Reprodução: Mercado Livre

Alimentos e bebidas

Outra categoria de destaque é a de Alimentos e Bebidas. Devido ao risco de contaminação, muitas pessoas deixaram de ir aos supermercados e passaram a comprar mantimentos pela internet. Além disso, itens relacionados à alimentação saudável ganharam espaço na preferência dos consumidores – produtos desse tipo estão entre os mais vendidos em sites como Amazon. A seguir, listamos outros exemplos populares:

  • Alimentos sem açúcar e sem lactose
  • Bebidas alcoólicas (cerveja, vinhos, gin, whisky etc.)
  • Biscoitos
  • Castanhas e nozes
  • Cestas básicas
  • Chocolates
  • Cápsulas de café
  • Leite para bebês

Papelaria e materiais de escritório

Como muitas pessoas passaram a trabalhar e estudar em casa, a venda de materiais de escritório e papelaria também registrou aumento. Isso reflete a busca dos consumidores por estruturar um ambiente confortável e adequado para atividades que exigem concentração. Entre os itens de destaque estão:

  • Agendas
  • Cadernos
  • Cadeiras de escritório
  • Canetas e lápis de cor
  • Escrivaninha
  • Organizadores
  • Papel sulfite
  • Post-its

Informática

Pelos mesmos motivos citados no tópico anterior, a demanda por produtos de Informática cresceu nos últimos meses. Alguns dos itens com grande saída são:

  • Fones de ouvido
  • Impressoras e cartuchos
  • Leitores digitais
  • Modem e roteadores
  • Mouses
  • Notebooks
  • Teclados
  • Tripés para celular
  • Webcams

Esporte e Fitness

Não podemos deixar de citar a categoria Esporte como as mais populares deste momento. Devido ao fechamento de academias por todo o Brasil, a população precisou adaptar a rotina de exercícios para dentro de casa. Isso resultou no aumento expressivo em vendas de itens como:

  • Bolas (para futebol, pilates etc.)
  • Colchonetes para exercícios
  • Cordas de pular
  • Faixas elásticas
  • Halteres
  • Suplementos
  • Roupas para exercícios físicos
  • Tapetes para yoga

Lazer e entretenimento

Com a necessidade de isolamento, muitas pessoas estão buscando novas formas de lazer. Por isso, mercadorias relacionados a entretenimento estão sendo a alternativa para quem quer se divertir sem sair de casa. Listamos alguns tipos de produtos que estão em alta no momento:

  • Bonecos infantis
  • Camas elásticas
  • Filmes e séries
  • Games
  • Instrumentos musicais
  • Itens de sex shop
  • Jogos de tabuleiro
  • Livros
  • Quebra-cabeças

Outras dicas de como vender na pandemia

Você já sabe quais produtos e categorias estão bombando no e-commerce, mas podem surgir dúvidas sobre como vender mais na quarentena. Pensando nisso, separamos algumas dicas extras para que você consiga organizar a operação da sua loja neste momento e se destacar da concorrência na internet. Confira!


Tenha preços competitivos

A competitividade no e-commerce está crescendo cada vez mais. Por isso, é fundamental oferecer diferenciais para se destacar de outras lojas. Nesse sentido, ter preços competitivos pode ser decisivo para o sucesso nas vendas online, já que esse é um dos fatores que mais influenciam a decisão de compra do público.

Sendo assim, tente diminuir a margem de lucro de alguns produtos do seu portfólio. Ao praticar preços abaixo da média de mercado, você conseguirá a atrair clientes para a loja e aumentar o volume de vendas. No entanto, tenha atenção ao oferecer descontos para não prejudicar as finanças – confira este texto sobre precificação.

Crie kits de produtos

Outra dica útil é montar kits de produtos para aumentar o ticket médio dos pedidos. Ao montar combos de mercadorias, a loja incentiva o cliente a gastar mais em troca de preços mais atrativos. Você pode vender, por exemplo, kits com várias unidades de um mesmo produto – como álcool em gel. Além disso, há a possibilidade de agrupar itens relacionados. Exemplo: kit básico de halteres para quem quer começar a fazer exercícios em casa. 

Seja ágil na operação

Agilidade é crucial quando o assunto é vendas online, já que problemas como atrasos nas entregas podem prejudicar drasticamente a reputação das lojas. Com base nisso, tenha uma gestão de vendas bem organizada para processar os pedidos com rapidez e calcule corretamente o prazo de operação para evitar atrasos. Outro ponto importante é ter atenção com questões relacionadas a troca de produtos.

Envie mensagens de agradecimento

Oferecer atendimento de excelência é um dos pilares para a loja fidelizar consumidores e conquistar alta reputação na internet. Além disso, em momentos desafiadores como o que estamos vivendo, ter empatia ganha ainda mais importância. Por isso, recomendamos que você envie mensagens de agradecimento aos seus clientes. Dizer obrigado a quem apoia a sua loja certamente será um belo diferencial e uma forma de valorizar a parceria com o público. 

Invista em divulgação

Depois de incluir produtos estratégicos no portfólio e organizar a operação da loja, é hora de divulgar as ofertas. Sem uma boa divulgação, sua empresa corre o risco de ficar com produtos parados em estoque. Portanto, busque formas de alcançar o maior número possível de novos clientes. Alguns caminhos para isso são investir em redes sociais, campanhas pagas, parcerias e marketing de conteúdo, por exemplo. Confira nossa lista de ideias e frases para atrair clientes

Diversifique os canais de venda

A dica final, mas não menos importante, é investir na diversificação dos canais de venda. Ao invés de restringir a exibição dos seus produtos a uma única vitrine – seja ela física ou virtual –, por que não marcar presença em diferentes canais? Com isso, você alcança novos clientes, divulga sua marca e aumenta o volume de vendas.

Soluções de venda como o Olist ajudam lojistas a divulgar produtos na internet com facilidade e segurança. Nossa plataforma de vendas permite que você faça a gestão operacional, financeira e estratégica da loja de forma prática, em um só lugar. Além disso, com o Olist você ganha alta visibilidade nos maiores sites do país e tempo para focar no que realmente importa. Acesse nosso site e saiba como podemos ajudar sua loja a vender mais na quarentena:

Botão quero vender com olistBusque alternativas para garantir a renda na quarentena

Gostou deste conteúdo? Esperamos que ele ajude você a encontrar novas alternativas para manter a renda mesmo em tempos de isolamento. Lembre-se de que em momentos como esse é preciso se reinventar e que, apesar de todos os desafios, há muitas oportunidades de negócio disponíveis. 

Agora que você já sabe o que vender na quarentena para ter renda extra, é hora de colocar nossas dicas em prática. Sucesso e conte com o Olist!

Acesse a nossa página Economia da Quarentena e confira como o Olist está ajudando lojistas a superarem o Covid-19!


7 comentários

    • Olá, Patrícia! Sim, para vender com o Olist nos maiores sites do país é preciso ter empresa formalizada e emitir Nota Fiscal Eletrônica. Para quem ainda não é formalizado, a melhor opção é anunciar com o Olist Shops, nosso aplicativo de venda gratuito. Saiba mais aqui. Abraço! 🙂

Deixe seu comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui