Como fortalecer a rede de distribuição no e-commerce?


Como fortalecer a rede de distribuição no e-commerce?

Implementar uma estratégia de distribuição robusta e omnichannel está entre os principais desafios das grandes empresas. Ao mesmo tempo em que facilita a consolidação da marca, esse modelo favorece o crescimento em larga escala e representa uma vantagem competitiva que se sustenta no longo prazo.

Nesse contexto, tornou-se crucial dedicar esforços para fortalecer a rede de distribuição no e-commerce, já que as vendas pela internet estão em franca expansão. Só em 2018, o comércio eletrônico alcançou um faturamento de R$ 53,2 bilhões – alta de 12% em relação ao ano anterior.

Se a sua intenção é saber como reforçar a presença de grandes marcas nos canais online, continue a leitura deste post. Nele, discutimos as vantagens e desafios do modelo e apresentamos quatro ações fundamentais para que as empresas conquistem bons resultados na estratégia digital. Boa leitura!

Contrate o olist for Brands agora mesmo


Vantagens e desafios de estruturar uma rede de distribuição omnichannel

Desenvolver uma estratégia omnichannel é requisito para marcas que desejam conquistar relevância no varejo. A linha que separa o comércio online do offline é cada vez mais tênue, e os consumidores têm buscado experiências de compra completas e memoráveis. Dessa forma, ser multicanal não é suficiente: é preciso estruturar uma rede de distribuição integrada, na qual os canais de venda efetivamente se comuniquem.

Confira os principais benefícios gerados por um modelo de distribuição omnichannel:

  • Maior faturamento: A diversificação dos canais de venda incrementa as fontes de lucro da empresa e diminui os custos operacionais.
  • Abrangência geográfica: Uma rede de distribuição robusta permite que a marca alcance públicos diversos, em diferentes localidades e contextos.
  • Bom relacionamento com consumidor final: Ter uma rede de distribuição alinhada e integrada estreita a relação entre empresa e consumidores.
  • Consolidação da marca: Ao reforçar a presença no mercado, o negócio conquista reputação e torna-se referência no segmento de atuação.

O significativo crescimento do comércio eletrônico torna ainda mais evidente a necessidade de as marcas fortalecerem a presença digital por meio da rede de distribuição. A expectativa é que o e-commerce brasileiro cresça 15% em 2019, ultrapassando a marca de R$ 61 bilhões. Portanto, não há dúvidas de que é preciso dedicar especial atenção às vendas online, que são o futuro do varejo.

Com o advento dos marketplaces tornou-se fácil e “tentador” cortar esse caminho e ir direto ao consumidor final. Porém, isso pode gerar consequências para o negócio. Ingressar no e-commerce sem ter uma estratégia de distribuição bem azeitada é arriscado para o negócio, principalmente quando se trata de marketplaces. Entre os desafios a serem enfrentados estão o conflito de canais, as divergências de preço e os impactos na reputação da marca. Pensando nisso, separamos abaixo quatro dicas para ajudar as lojas a fortalecerem a rede de distribuição no ambiente digital.

Como fortalecer essa estratégia no e-commerce

1) Ter um canal online para venda direta

Desenvolver o canal próprio para venda online gera inúmeros benefícios no longo prazo e, por essa razão, é uma ação extremamente recomendada para as grandes marcas. Ao ter controle sobre a loja virtual, a indústria mantém contato direto com o cliente final sem afetar o relacionamento com os demais canais e ainda pode utilizar a própria rede de revendedores para alimentar as vendas online.

Algumas das vantagens de estruturar a loja virtual própria são o ganho de rentabilidade e a conservação da confiança dos consumidores na marca. Além disso, é possível anunciar o portfólio completo da empresa no e-commerce próprio – revendedores geralmente trabalham com catálogos reduzidos – e conquistar um alcance global por meio do site, que pode ter versões internacionais.

2) Alinhar a estratégia da marca com os revendedores

Já quando se trata de redes de distribuição com intermediários, é fundamental que a empresa tenha políticas comerciais claras e uma comunicação bem afinada com os revendedores. Estipular regras relacionadas a preço, comissão, prazo de operação, qualidade do atendimento e posicionamento comercial, por exemplo, garantirá que a marca estruture uma rede de distribuição padronizada e alinhada.

Para isso, a companhia deve colocar em prática ações que engajem os parceiros e que os aproximem da marca, estimulando a sinergia do grupo. Nesse sentido, é importante garantir uma troca de informações fluida e direta, dar suporte aos revendedores e oferecer treinamentos e programas de capacitação periodicamente.

3) Investir em publicidade para estreitar relações com o público final

Implementar uma estratégia de distribuição omnichannel exige que o negócio tenha uma comunicação assertiva não só com os canais de venda, mas também com os próprios consumidores finais. O diálogo próximo entre marca e público é relevante porque reforça os laços de confiança, estimula o engajamento dos clientes, amplia o alcance da empresa e favorece a conquista de autoridade no mercado.

A área de Marketing tem papel essencial nesse processo e deve estar totalmente incluída no desenvolvimento da rede de distribuição. Entre as ações práticas recomendáveis estão a elaboração de um plano de comunicação com diretrizes claras e a criação de campanhas que incentivem os clientes a comprarem os produtos da marca.

4) Ingressar em marketplaces por meio do modelo Branded Store

O modelo Branded Store foi desenvolvido pelo Olist com o objetivo de ajudar grandes marcas a fortalecerem a presença digital e a gestão das vendas nos marketplaces. Única solução full-empowerment do Brasil, ele permite que as empresas tenham maior controle sobre preços, catálogo, SLA e reputação nos varejistas online.

Junto a isso, os parceiros de Branded Store têm acesso a recursos exclusivos de Business Intelligence, desenvolvidos pela equipe de especialistas do Olist. Com isso, eles ganham mais inteligência, competitividade e lucratividade nos canais de venda. Algumas das grandes marcas que já utilizam o modelo são: Lenoxx, Intex, WAP, Chicco, Teka, Puig, Seagate, Weg e muitas outras. Clique aqui e saiba mais sobre Branded Store.

Fortalecer a rede de distribuição no e-commerce gera resultados surpreendentes!

Ter uma rede de distribuição omnichannel e relevante no e-commerce é um recurso precioso para as marcas e gera vantagem competitiva frente à concorrência. Esse modelo permite que o negócio alcance alto nível de cobertura do mercado e se aproxime do público-alvo, conquistando autoridade e resultados financeiros positivos.

Nesse aspecto, planejamento, alinhamento e visão estratégica são fatores primordiais para a conquista de resultados concretos. Eles permitirão que a empresa consolide a presença digital da marca e mantenha um bom relacionamento com os demais canais de venda.

Descubra detalhes de como a WAP ampliou a presença digital nos marketplaces com o modelo Branded Store!

 


Como fortalecer a rede de distribuição no e-commerce?
5 (100%) 10 votos

+ Nenhum comentário

Adicione o seu