4 dicas para ajudar a precificar corretamente seu produto ou serviço


Avalie este post

4-dicas-para-ajudar-a-precificar-corretamente-seu-produto-ou-serviçoUma das mais importantes e também mais difíceis decisões que um empresário tem que tomar é a precificação de produtos e serviços. Mas qual o seu papel e por que ela levanta tantos questionamentos? Quais as diferentes formas pelas quais que ela poderá ser feita?

Primeiramente, é preciso compreender que a precificação nada mais é que a definição de valores para seus produtos, mercadorias ou serviços. Parece fácil, não é? A grande maioria dos empresários irá pensar em precificação somente no início de suas atividades ou, ainda, no lançamento de um determinado produto, mas é preciso lembrar que o processo de precificação deve ser constantemente revisado e refeito e, para isso, podem ser levados em consideração alguns conceitos. Veja no nosso post alguns dos tipos mais comuns de precificação e como fazer corretamente!

Baixe Grátis a Planilha de Formação de Preço

1. Leve em consideração os custos

Neste tipo de precificação, o empresário precisará de um conhecimento profundo de seus custos — tanto fixos, que são aqueles que, independentemente da quantidade vendida, vão existir de qualquer maneira, como os salários dos funcionários ou aluguel, quanto os variáveis, que são aqueles diretamente ligados com a quantidade produzida, com suas vendas ou com os serviços prestados.

Depois da devida apuração dos custos, o empresário precisa estabelecer um determinado percentual de retorno sobre seus custos e o adicionar a estes valores. Se o produto tem custos fixos e variáveis de R$100,00 e for decidido que um percentual de 30% é adequado como retorno, então o produto terá o custo final de R$130,00.

contrate o olist agora mesmo

2. Não perca de vista a concorrência

A precificação com base na concorrência é baseada em pesquisas de mercado, avaliando produtos similares e qual o preço final dos produtos ou serviços, ou seja, quanto o mercado está disposto a pagar.

Aqui, o empresário deverá prestar atenção ao fato de que, mesmo com produtos similares, os processos produtivos podem ser diferentes, o que pode levar a uma percepção errada de quanto um produto deve custar. Desta forma, ele pode ficar com valor inferior ao custo de produção.

3. Lembre-se do valor agregado

Outro tipo comum de precificação é aquela feita por valor agregado, ou seja, não leva em consideração somente a questão monetária do produto, mas outros fatores como imagem da empresa, números de players atuantes, exclusividade do serviço, reconhecida qualidade do produto, entre outros fatores muitas vezes intangíveis. Tais fatores não são facilmente reconhecidos.

Aqui, assim como na precificação feita com base na concorrência, caso o empresário não conheça profundamente seus custos, pode ter problemas para cobri-los ou, ainda, dificuldades para vender seu produto ou serviço, pois eles podem estar muito acima do mercado.

Neste ponto, são importantes o conhecimento do mercado e da concorrência e a estrutura de custos da empresa.

4. Tome a precificação como uma ferramenta de gestão

A precificação pode ser usada como uma poderosa ferramenta de gestão, uma vez que a partir dela podem ser definidos os resultados, investimentos e até mesmo os rumos que uma empresa pode tomar.

Além dos métodos e características apresentados, é preciso estar em constante contato com o mercado justamente para conhecer seus concorrentes, procurar alternativas para mão de obra ou compra de insumos e, se for o caso, partir para mudanças de estratégia — como o investimento em marketing, que auxilia na divulgação de seu produto ou serviço ou, ainda, a diminuição de preços baseada em questões econômicas ou de mercado, de forma a impactar na redução de margens ou até na absorção de prejuízos em determinados períodos de tempo.

Assim, é preciso conhecer profundamente a estrutura de custos e constantemente estudar o mercado e seus concorrentes para que seu produto sempre esteja corretamente precificado.

E então, ainda ficou com dúvidas? Deixe um comentário e participe da conversa! Ou baixe gratuitamente nossa planilha de Formação que vai ajudar você a precificar de forma precisa cada um dos seus produtos.

Baixe Grátis a Planilha de Formação de Preço

 


8 Comentários

Adicione o seu
  1. 2
    Rodrigo

    Obrigado pela ajuda.
    Gostaria de tirar uma dúvida se possível…
    Por gentileza, meu produto não é possível precificar e quantificar a unidade tanto em matéria prima quanto em tempo, é pele suina que passa por N processos, e então embalada.
    Como faço para colocar isto na planilha?
    Obrigado.

  2. 3
    Márcia

    Olá, Priscila! Baixei a planilha, achei ótima. Mas gostaria de saber se vocês têm algum modelo para varejo. Estou montando minha loja virtual e não tenho loja física e não tenho ainda um instrumento para calcular os preços de venda dos meus produtos. Não sou fabricante. Obrigada.

    • 4
      Igor Castanho

      Olá Márcia, obrigado pelo seu contato. Ainda não temos uma planilha pronta, mas ela está em produção e logo será disponibilizada no blog para download. Continue nos acompanhando e dando sugestões!

    • 6
      Igor Castanho

      Olá Luiz, obrigado pelo contato. Estamos preparando uma planilha voltada a quem não fabrica produtos. Assim que ficar pronta publicamos aqui no blog! Não deixe de nos acompanhar. Abraço!

  3. 7
    Wagner

    A planilha de vocês é ótima, mas no meu caso eu preciso de uma planilha em que eu consiga calcular por m² digitando a quantidade de itens que eu vou usar na obra, incluindo a mão de obra, os custos vou dividir por obra por mês como que eu faço essa planilha que eu baixei eu não consigo entender se os itens são unitários ou por m², vocês poderiam me orientar melhor Agradeço
    Att
    Wagner Barros

  4. 8
    Marcos Paschoal

    Bom dia! Sempre trabalhei com custos de tecelagem e tenho minha planilha de costume. Mas agora estou em recolocação profissional e a empresa na qual estou em seleção além de tecelagem, possui malharia circular e tinturaria. Gostaria de uma planilha para calcular custos de malharia e tinturaria então, pois tem muitos outros itens que compoem seus custos. Abraços.

+ Deixe um Comentário