7 dicas sobre como vender mais no varejo online em 2017


7 dicas sobre como vender mais no varejo online em 2017
5 (100%) 3 votos

7 dicas sobre como vender mais no varejo online em 2017

O planejamento é o principal aliado das vendas no varejo online.

Um lojista de sucesso sabe que detectar tendências e antecipar cenários é a melhor maneira de reduzir custos e oferecer preços competitivos.

Por essa razão, quem deseja aumentar o faturamento em 2017 precisa começar a se preparar agora.

Muitas vezes, com ajustes simples e algumas inovações é possível realizar grandes transformações no negócio, com resultados altamente positivos.

Há vários aspectos que podem ser otimizados, como a geração de tráfego (atração de clientes), experiência de compra do consumidor, canais de venda escolhidos e muito mais.

Você vai conferir algumas dicas de como implementar essas mudanças neste post.

contrate o olist agora mesmo

1. Faça uma avaliação do portfólio de produtos

O mercado de vendas online é altamente dinâmico, com mudanças constantes nos padrões de consumo e nos tipos de produtos mais comprados.

Assim, é sempre interessante realizar uma análise crítica do negócio, de modo a identificar se o portfólio de produtos atual é condizente com o comportamento dos consumidores.

Essa análise pode revelar a necessidade de realizar mudanças no tipo, marca ou quantidade de produtos que são anunciados.

2. Reforce o estoque e otimize a logística

Depois de revisar o portfólio de produtos, é interessante fazer uma avaliação do preço de venda.

Vale a pena monitorar os valores praticados por concorrentes, tanto no varejo físico quanto nas lojas online.

Em alguns casos pode ser interessante ampliar a quantidade de produtos em estoque para reduzir o valor médio pago pelo produto.

Além gerar maior competitividade ao negócio, isso também permite otimizar a logística de entrega dos produtos.

Um ponto relevante é calcular as despesas com preparo e envio dos produtos, verificando se existem soluções mais baratas sem reduzir a qualidade das entregas.

Nesse aspecto, além de fazer envios mais rápidos, é interessante avaliar a viabilidade de práticas como o overdelivering, visando ampliar a fidelização de clientes.

3. Investigue a jornada de compra do consumidor

Se a loja online já é eficiente em termos de produtos anunciados e preço de venda, vale a pena avaliar e otimizar a jornada de compra do consumidor.

Com isso é possível identificar possíveis gargalos na concretização das vendas, como má experiência de navegação, layout pouco convincente ou ambiente que não transmita segurança para a compra.

O uso de ferramentas para mapeamento da jornada pode ser um importante aliado nessa etapa.

4. Otimize os resultados oriundos de buscas orgânicas

Para que um site gere vendas, é importante que ele receba muitos acessos diários, esteja bem posicionado nos buscadores e registre uma boa taxa de conversões.

Sendo assim é interessante investir em estratégias de otimização dos resultados para os buscadores (SEO).

Aposte no marketing de conteúdo, produza descrições ricas em detalhes, capriche nas fotos e títulos e realize um trabalho focado na otimização de palavras-chave relevantes ao negócio.

venda_mais_com_olist5. Invista no storytelling

Para a maioria dos consumidores, tão importante quanto o produto adquirido é a experiência no processo de compra.

Um dos melhores caminhos para otimizar essa experiência é investir no storytelling.

Se você não conhece esse conceito, trata-se da capacidade de uma empresa ou marca contar histórias relevantes, que cativem o público.

Uma narrativa interessante pode revelar a história da empresa ou mesmo detalhes sobre o produto ou o fornecedor do item anunciado.

Assim, as chances de conversão também podem ser ampliadas.

6. Reforce a segurança nas transações

Mostrar para os clientes que o site é um lugar seguro pode ser um fator decisivo para ampliar as conversões.

Para isso vale a pena investir em certificados de segurança e deixar isso evidente para os consumidores.

O mesmo vale para os pagamentos, com a utilização de gateways que garantam a preservação dos dados e todo o suporte necessário em caso de problemas.

7. Anuncie nos marketplaces

Além de otimizar os aspectos acima, uma medida que pode gerar resultados positivos e rápidos é diversificar os canais de venda.

Nesse contexto os marketplaces aparecem como uma das melhores opções.

A visibilidade e a credibilidade de marcas como a B2W, Cnova, Walmart e Mercado Livre pode ser o impulso necessário para ampliar o faturamento e assegurar mais vendas.

Para isso, soluções descomplicadoras como o Olist tornam o processo ainda mais fácil, garantindo agilidade sem burlar qualquer regra ou prejudicar seu próprio negócio.

Conclusão

O sucesso no comércio eletrônico exige melhorias constantes de gestão.

E quanto mais rápidas elas forem identificadas e colocadas em práticas, mais velozes serão os resultados.

Por essa razão, um bom desempenho no varejo online em 2017 precisa ser construído agora mesmo.

Seguindo as dicas acima, identificar e ajustar vulnerabilidades do negócio se torna uma tarefa muito mais simples.

O que você ainda está esperando?


Ainda tem dúvidas de como expandir as vendas online este ano? Aproveite os comentários e converse com a gente!


1 Comentário

Adicione o seu

+ Deixe um Comentário