Como evitar golpes e calotes ao vender pelo Mercado Livre


Como evitar golpes e calotes ao vender pelo Mercado Livre
5 (100%) 5 votos

Como evitar golpes e calotes ao vender pelo Mercado Livre 

O Mercado Livre já está consolidado há muito tempo como um dos principais sites de vendas online do Brasil. Entretanto, o temor de golpes e calotes leva muitos lojistas a simplesmente não anunciarem nesse canal.

Embora existam relatos de casos em que o lojista realmente acumulou prejuízos, é possível contornar esses riscos e vender com segurança. Confira neste post algumas dicas sobre como fazer isso.

venda_mais_com_olist

Avalie o comportamento do comprador

O primeiro passo para garantir a segurança em uma venda é avaliar o comportamento do consumidor em questão. Para isso, um bom começo é avaliar a reputação do usuário no Mercado Livre.

A cada compra concretizada, o usuário pode ser avaliado pelo lojista, em uma análise que também inclui comentários. É interessante verificar se a maior parte das transações ocorreu sem problemas no pagamento ou na entrega.

Em caso de suspeitas, você pode ignorar as perguntas realizadas por ele ou mesmo bloquear o comprador, evitando problemas.

Também vale a pena observar as atitudes do comprador após a efetivação do pedido. Se ele pede para que seja feito o envio antes do pagamento ou não tenham sido informados dados condizentes de endereço e telefone, vale a pena adotar medidas de precaução.

Tenha atenção no envio/entrega do pedido

Se o comportamento do consumidor não levanta suspeitas e mesmo assim você quer manter a cautela nas vendas, é fundamental estar atento aos envios de pedidos. O modo mais fácil de evitar problemas é utilizar o Mercado Envios.

Caso essa opção de frete não esteja disponível, mas você utilize outros serviços dos Correios, é essencial possuir um código de rastreamento associado ao envio, bem como a exigência de assinatura do Aviso de Recebimento (AR) no ato da entrega.

No caso da entrega presencial, o cuidado precisa ser redobrado. O ideal nesse caso é possuir uma nota fiscal em nome do comprador, bem como um comprovante de entrega. Outro ponto importante é conferir se os dados do cliente condizem com as informações disponibilizadas na plataforma.

Recorra ao Programa de Proteção ao Vendedor

Se você seguiu as recomendações acima, trabalha apenas com produtos físicos e aceita pagamentos via Mercado Pago, é possível participar do Programa de Proteção ao Vendedor.

Assim, caso ocorra alguma contestação de pagamento (com o consumidor não reconhecendo a compra ou a entrega do produto) é possível receber os pagamentos de forma integral.

Conclusão

O medo não pode ser um impeditivo para que você venda no Mercado Livre. A visibilidade e potencial de negócios que esse canal pode gerar para uma loja online compensam todo o risco de fraudes e golpes que podem ocorrer. E seguindo as dicas acima essa ameaça se torna ainda menos relevante.

É importante frisar que todas as medidas acima só vão surtir efeito caso o lojista também possua boa-fé. É necessário negociar itens de qualidade, promovendo entregas dentro do prazo e realizando um acondicionamento adequado dos produtos. Do contrário, todos os argumentos contra a postura do consumidor perdem a validade.


Tem outras dicas sobre como evitar fraudes no Mercado Livre? Compartilhe com a gente!


+ Nenhum comentário

Adicione o seu