Como vender no marketplace da Amazon no Brasil: guia completo!


Como vender no marketplace da Amazon no Brasil: guia completo!
5 (100%) 11 votos

Como vender no marketplace da Amazon no Brasil: guia completo!

Como vender no marketplace da Amazon no Brasil? Essa é a pergunta que muitos lojistas têm feito desde que a empresa liberou essa opção de venda em território brasileiro.

Ainda que neste primeiro momento o comércio esteja restrito ao segmento de livros, já existe um volume significativo de vendedores em atividade na plataforma.

Se você tem interesse em investir nesse canal de venda, mas ainda tem dúvidas sobre como começar, acompanhe este post até o final, pois vamos mostrar qual é o caminho para iniciar as operações.

Está sem tempo? Que tal ouvir este post?

Atente aos pré-requisitos para vender na Amazon

Antes de iniciar o processo de vendas na Amazon, é importante observar os pré-requisitos que a empresa estabelece para aceitar novos parceiros.

O primeiro deles é a categoria de vendas, já que apenas a revenda de livros é permitida. A empresa ainda não sinalizou se irá aceitar outras categorias, nem se há uma data definida para isso mudar.

São aceitos qualquer pessoa ou lojista que possuam um CPF ou CNPJ válido. Além disso, também é preciso fornecer conta de e-mail, conta bancária e cartão de crédito (Visa, MasterCard, Diner ou Elo).

O cartão de crédito é utilizado para verificar a legalidade da conta, bem como cobrar as taxas de vendas caso não haja saldo na conta da Amazon.

Por fim, a empresa também exige que os vendedores gerem e enviem Notas Fiscais Eletrônicas referentes às vendas feitas.

contrate o olist agora mesmo

Defina uma estratégia de venda

Para explorar o potencial de vendas da Amazon, é importante possuir uma operação de vendas bem-estruturada. Isso exige a definição de uma estratégia comercial antes de dar os primeiros passos.

Avalie se a loja vai atuar com o portfólio completo ou apenas um grupo específico de produtos. Também defina qual será o volume de estoque dedicado.

Lembre-se que é possível utilizar a opção de conta unificada, na qual os produtos são anunciados na Amazon.com.br (Brasil), Amazon.com (Estados Unidos), Amazon.ca (Canadá) e Amazon.com.mx (México). Isso também precisa ser levado em conta na formulação da estratégia, já que há mudanças na logística de envio dos itens.

Escolha um plano de vendas da Amazon

Caso você atenda a todos os pré-requisitos para vender na Amazon, o próximo passo é definir o modelo de vendas. Para isso, é necessário acessar o site oficial do marketplace e escolher um dos planos disponíveis. Existem duas opções:

  • Plano individual: este plano é recomendado pela Amazon para quem projeta realizar até 10 vendas por mês. Nesse caso, paga-se um valor fixo de R$ 2 por produto vendido, além de uma comissão de 10% sobre cada transação. Os usuários deste plano não têm acesso a algumas funcionalidades da plataforma.
  • Plano profissional: este plano é indicado para quem espera um volume de vendas mais elevado (superior a 10 unidades/mês). Paga-se uma mensalidade de R$ 19 por mês, além de uma comissão de 10% por cada transação. Não há taxa fixa cobrada por venda. Os usuários do plano também têm acesso a recursos extras da plataforma de vendas da Amazon.

Cadastre a loja na Amazon

Uma vez escolhido o plano de venda, basta realizar o cadastro na plataforma. Informe seus dados básicos e depois preencha todo o cadastro.

tela inicial de cadastro no marketplace da amazon

Tela inicial de cadastro no marketplace da Amazon.

Tela de cadastro no marketplace da Amazon.

Inicie a operação de vendas

Após escolher o plano e realizar o cadastro na Amazon, é hora de iniciar a operação de vendas. A Seller Central é o espaço no qual toda a gestão de conta é realizada, para tarefas como: controle de conta, atualização de inventário, cadastro de produtos, contato com o comprador e controle de pedidos e pagamentos.

Agora, o próximo passo é realizar o cadastro de produtos na Amazon. Para isso, existem duas opções:

  • Adicionar um produto: essa é uma ferramenta interativa de publicação de produtos que orienta todo o processo de inserir e gerenciar o inventário. Ela é útil para adicionar um item por vez.
  • Modelos de arquivos de inventário: essa ferramenta é ideal para adicionar diversos itens de uma vez, mas está disponível apenas para usuários do plano de vendas profissional.

Gerencie as vendas e monitore os repasses (pagamentos)

Com o cadastro de produtos efetivado e aprovado, é hora de esperar pelos primeiros pedidos.

A opção Gerenciar Pedidos, dentro da Seller Central, informa todos os dados sobre os pedidos que chegaram. Além disso, há uma notificação por e-mail para cada venda concretizada.

Os usuários do plano profissional também podem fazer o download de um relatório de pedidos para acompanhamento de todas as transações.

A Amazon realiza os repasses pelas vendas a cada 15 dias, depositando os valores diretamente na conta bancária informada pelo lojista.

Agora, basta manter toda a operação organizada para garantir que o ciclo de vendas transcorra normalmente.

Conclusão

Anunciar produtos na Amazon é contar com toda a visibilidade e reputação de uma das maiores empresas de e-commerce do mundo em prol da sua loja.

Se você deseja ampliar o faturamento e a visibilidade do seu negócio, é fundamental considerar a gigante norte-americana dentro da estratégia de venda.

Com o crescimento das operações de marketplace no Brasil, há uma tendência de que a empresa também ganhe mercado, seja pela incorporação de novas categorias de produtos ou pelo fortalecimento do ecossistema em torno do negócio (ferramentas de gestão, controle de vendas, etc).

Vale reforçar que hoje o Olist não é uma opção para venda na Amazon. Mas, ao utilizar nossa plataforma, você tem acesso aos principais marketplaces do país em uma única interface, com uma série de vantagens.

Ainda tem dúvidas sobre como começar a vender na Amazon? Envie um comentário com a sua pergunta!


+ Nenhum comentário

Adicione o seu