Conta jurídica para o e-commerce: para que serve e onde abrir?


Conta jurídica para o e-commerce: para que serve e onde abrir?

Como abrir uma conta jurídica para um e-commerce? Quais as vantagens e serviços mais acessíveis para utilizar esse recurso?

Se você possui uma loja formalizada ou em processo de formalização, esse é um componente importante para o desempenho da sua empresa.

Há inúmeras vantagens em utilizar uma conta pessoa jurídica (PJ) para gerenciar as finanças do negócio:

  • O capital pessoal não se mistura com o capital do negócio
  • As possibilidades de acesso ao crédito se ampliam
  • Há maior facilidade em realizar controles tributários

Apesar disso, muitos empresários ainda consideram que o processo de abertura de uma conta jurídica é um processo complexo ou extremamente oneroso.

Com a popularização dos serviços digitais essa realidade mudou, e atualmente existe inúmeras alternativas para a criação de uma conta PJ.

Na maioria dos casos só é preciso apresentar dados e documentos gerais relativos a empresa e seus sócios.

Apresentamos a seguir algumas dessas opções.

contrate o olist agora mesmo

Agências tradicionais de bancos

Essa ainda continua sendo a opção mais comum escolhida pelos empresários na hora de abrir uma conta jurídica.

Praticamente todos os bancos em atividade no país oferecem algum tipo de solução corporativa, com diferentes pacotes de benefícios e serviços.

A vantagem desse modelo é que pode-se aproveitar o histórico de relacionamento das contas pessoais para barganhar descontos e benefícios para a conta jurídica.

Um recurso útil para encontrar o banco com valor mais acessível é consultar a tabela de tarifas bancárias do Banco Central.

O documento resume os custos de abertura de conta e prestação de serviços de todos os bancos do país.

Assim você identifica qual o pacote de serviços mais adequado ao contexto do seu negócio, pagando o menor preço por isso.

Cooperativas de crédito

Se você não deseja abrir uma conta nos bancos tradicionais, uma alternativa interessante são as cooperativas de crédito.

Esse modelo bancário tem ganhado popularidade no Brasil, atendendo tanto pessoas físicas quanto jurídicas.

A grande diferença em relação aos bancos tradicionais é que todos os correntistas são, na verdade, associados do negócio.

Todo o lucro da cooperativa é compartilhado com os associados ou reinvestido na própria instituição.

A oferta de serviços é a mesma presente nos bancos: conta-corrente, aplicações financeiras, cartão de crédito, empréstimos e financiamentos.

Nesse caso, vale a pena comparar as tarifas com os bancos tradicionais, bem como selecionar uma instituição que possua agência física na sua cidade. Isso simplifica todo o processo de negociação e abertura da conta. 

Banco Postal

Uma alternativa popular para abertura de conta jurídica é recorrer ao Banco Postal.

O conceito foi criado na segunda metade do século XIX, com o objetivo de democratizar o acesso das pessoas ao sistema financeiro.

No Brasil, o Banco Postal está presente em 94% das cidades do país, por meio das mais de 6 mil agências de Correios em atividade.

A operação é feita em parceria com o Banco do Brasil, disponibilizando os mesmos recursos de qualquer banco, como empréstimos, cartão de crédito, pagamento de benefícios e contas, entre outros.

A descrição do pacote de serviços e das tarifas cobradas está disponível no próprio site do Banco do Brasil.

banner-blog6_2

Conta Super

A popularização de serviços bancários digitais também beneficiou as empresas.

Uma dessas opções é a Conta Super, que oferece o serviço de conta 100% digital para pessoas jurídicas.

A empresa está vinculada ao Banco Santander e oferece vantagens como cartão corporativo e gestão de folha de pagamentos.

Há várias opções de planos e pacotes de serviços, que podem ser visualizadas diretamente no site da Conta Super.

Conta Mobi

A Conta Mobi também é 100% digital e foi criada com o propósito principal de auxiliar os empreendedores a formalizarem seus negócios.

A abertura da conta é gratuita e toda a gestão é feita via computador ou dispositivo móvel.

Há isenção de mensalidade durante os 30 primeiros dias de uso do serviço, com cobrança apenas por serviços como emissão de boletos, transferências e saques.

Entretanto, é bom ressaltar que o serviço não disponibiliza um número de agência para seus correntistas. O depósito de valores na conta só é possível via boleto bancário.

Mais detalhes sobre o serviço podem ser encontrados no site da Conta Mobi.

SmartMEI

A SmartMEI oferece serviço semelhante ao da Conta Mobi. Trata-se de um serviço voltado aos microempreendedores individuais (MEI).

A empresa oferece uma conta 100% virtual sem número de agência ou conta corrente. Todos os recebimentos são feitos por meio de boletos bancários ou depósitos de empresas parcerias.

A mensalidade é de R$15 por mês acrescida das tarifas para operações específicas. O valor só é cobrado quando houver saldo na conta.

Mais informações sobre o serviço podem ser encontradas no site oficial da SmartMEI.

Banco Original

O Banco Original existe desde 2011, mas ganhou visibilidade no ano passado, com a criação de um serviço voltado as pessoas físicas. A instituição pertence ao grupo J&F, controlador de empresas como a JBS.

O modelo de serviço também é 100% digital e inclui opções para pessoas jurídicas. O site da instituição revela que a operação é focada “em empresas com perfil bastante específico.”

A página também informa que está sendo desenvolvida uma solução voltada para pequenas empresas e microempreendedores individuais, a ser lançada em breve.

É cobrada uma mensalidade de R$9,90 por mês durante o primeiro ano de uso do serviço, com a possibilidade de descontos conforme o montante investido e a movimentação financeira mensal.

Os detalhes podem ser encontrados na página do Banco Original.

Conclusão

Abrir uma conta jurídica está longe de ser uma tarefa cara ou complexa.

Com a popularização das instituições financeiros digitais, existem opções para todos os tipos de negócios, tanto em termos de serviços quanto em termos de valores.

Isso acabou influenciando todo o mercado, levando os bancos tradicionais a criarem novas alternativas para atrair clientes.

Portanto, não há motivo para que uma empresa formalizada não tenha uma conta jurídica. Isso é particularmente importante para lojas virtuais, nas quais um bom controle financeiro e tributário pode fazer toda a diferença para o sucesso do negócio.


Tem outras recomendações de empresas para a criação de conta pessoa jurídica? Compartilhe com a gente suas dicas!

+ Nenhum comentário

Adicione o seu