Contrato com os Correios: quando e como fazer um para a loja virtual?


Contrato com os Correios: quando e como fazer um para a loja virtual?
5 (100%) 16 votos

Contrato com os Correios: quando e como fazer um para a loja virtual?

A logística de entrega das mercadorias é um dos fatores decisivos para o sucesso de um e-commerce.

Cometer erros na gestão dessa etapa pode resultar em danos irreversíveis ao negócio.

Os impactos podem aparecer desde avaliações negativas dos clientes, prejuízos com trocas ou cancelamentos e até mesmo sanções judiciais.

Caso as vendas sejam realizadas por meio dos marketplaces, falhas logísticas podem significar até o bloqueio da loja e a restrição para novas vendas.

Isso acontece pois ao realizar uma compra online os consumidores acumulam uma série de expectativas acerca do produto adquirido, que envolvem desde a pontualidade no envio até as condições em que o item será entregue.

Boa parte dos lojistas tem a operação de entrega das mercadorias ancorada no serviço dos Correios.

Fatores como a facilidade de uso, abrangência geográfica, credibilidade e versatilidade de serviços fazem a estatal ser uma escolha certeira para a maioria das lojas virtuais.

O que nem todos sabem, contudo, é que a medida em que o volume de vendas aumenta é possível otimizar essa operação, reduzindo custos e garantindo maior agilidade para o controle dos pedidos.

O primeiro passo para isso é firmar um contrato comercial com os Correios.

O objetivo deste post é mostrar como isso pode ser feito, bem como as vantagens e os desafios desse modelo de operação.

planilha controle logísticoQuando fazer um acordo comercial com os Correios?

Como será explicado adiante, firmar um contrato com os Correios não é uma solução válida para todos os e-commerces.

Entretanto, é possível observar alguns sintomas que indicam se essa alternativa já é válida para o negócio.

O primeiro passo é avaliar o volume de vendas.

Se a loja online atingiu o patamar de 5 ou mais vendas por dia (150 pedidos por mês, em média), os Correios se tornam uma opção válida.

Isso ocorre pois em alguns serviços existem cotas financeiras mínimas que precisam ser pagas, mesmo que nenhuma mercadoria tenha sido enviada.

Outro aspecto importante é a pontualidade das entregas.

Caso haja um aumento considerável nos atrasos ou o controle de envio esteja se tornando uma tarefa muito complexa, o contrato também se torna uma opção interessante.

A explicação é que além de garantir uma economia no gasto médio no frete (até 30% em alguns casos), um acordo comercial também vai permitir mais controle sobre o fluxo das mercadorias.

Ao firmar um contrato o lojista terá acesso a um sistema de gerenciamento das entregas, o SIGEP WEB.

Esse sistema permite a criação de listas de rementes, destinatários, dimensões e pesos das mercadorias e serviços de entrega que serão utilizados.

Também é possível gerar etiquetas de postagem e códigos de rastreio, tornando muito mais rápido o processo de despacho das encomendas dentro da agência.

Isso tudo pode ser personalizado, contendo a logo da loja, por exemplo.

Esse serviço pode ser complementado com a contratação de um serviço de coleta dos Correios, no qual um funcionário da estatal vai até o estoque/sede da loja virtual para recolher as mercadorias e fazer o envio. 

contrate o olist agora mesmo

Como firmar um contrato com os Correios?

Após avaliar a viabilidade de um contrato com os Correios o passo seguinte é iniciar a negociação.

Para começar, é interessante pesquisar qual serviço se adapta melhor a necessidade da loja online.

A lista abaixo resume os principais serviços disponíveis:

tipos de contrato com os correios

O serviço e-Sedex, que também constava na lista acima, deixou de ser oferecido. Mas felizmente existem alternativas ao e-Sedex que podem ser utilizadas pela sua loja virtual.

Após avaliar quais soluções podem ser as mais úteis, é hora de solicitar o contato de um especialista.

Isso pode ser feito por meio de um formulário online ou em interação direta na agência ou gerência comercial solicitando o atendimento.

Nos dois casos um gerente de contas irá entrar em contato para discutir a proposta e solicitar documentos que vão garantir a consolidação do contrato.

Dentre as principais exigências estão:

  • CNPJ e contrato social
  • Histórico de faturamento da empresa
  • Ausência de débitos da empresa ou dos sócios

Após a avaliação de todos os dados a negociação poderá ser concluída, sendo fornecido um cartão de postagem. Em média esse processo leva de 30 a 60 dias.

Conclusão

Firmar um contrato com os Correios é o primeiro passo para garantir um crescimento sustentável de uma loja virtual.

Ele garante agilidade e economia na logística de envio das mercadorias, favorecendo a reputação e o desempenho nas vendas.

Entretanto, o lojista precisa avaliar se é possível aproveitar plenamente o acordo comercial.

Caso a loja não registre um bom volume de vendas pode ser necessário arcar com um gasto elevado sem que o serviço seja aproveitado por completo.

Isso pode ser contornado com o uso de serviços descomplicadores, como o Olist, que já tem um contrato estabelecido com os Correios.

Basta contratar nosso serviço e você já pode utilizar toda a estrutura dos Correios, sem custos.

Ainda tem dúvidas sobre como fazer um contrato com os Correios? Comente abaixo!



+ Nenhum comentário

Adicione o seu