Vale a pena vender itens de moda nos marketplaces?


Vale a pena vender itens de moda nos marketplaces?
5 (100%) 4 votos

Vale a pena vender itens de moda nos marketplaces?

Vale a pena vender itens de moda nos marketplaces de grandes varejistas?

Essa é uma pergunta que divide opiniões no comércio eletrônico brasileiro.

Ainda que o mercado de moda apresente poucas barreiras de entrada para novos comerciantes, também não há garantias de um resultado certeiro em vendas.

Além do desafio de construção de marca e atração de clientes, as empresas que atuam nesse setor precisam contar um volume expressivo de produtos em estoque.

Imagine, por exemplo, que você tem três tipos diferentes de camiseta para venda.

Cada um dos modelos possui pelo menos três tamanhos distintos: pequeno, médio e grande.

Considerando que um estoque mínimo recomendado para a venda nos marketplaces são cinco unidades, seriam:

 3 modelos x 3 tamanhos x 5 unidades = 45 itens! 

Imagine produtos que possuem sortimento ainda maior, como os calçados.

É necessário realizar um grande investimento na compra de produtos e uma gestão eficiente de estoque, algo que nem todos os comerciantes conseguem.

Mas, apesar desses desafios, não há como sentenciar esse mercado como um todo.

Com uma seleção de produtos adequada é possível driblar a concorrência e conquistar mais vendas.

Prova disso são os números de vendas desse mercado, que mostraremos a seguir. 

contrate o olist agora mesmo

Os números do comércio eletrônico de moda

Os números da pesquisa Webshoppers, realizada pela E-bit, indicam que o segmento de moda e acessórios foi líder de pedidos no e-commerce brasileiro em 2016.

A categoria recebeu 13,6% dos 106,3 milhões de pedidos realizados no período.

Em termos de receita a participação é menor, mas ainda relevante.

O setor respondeu por 5,6% dos R$ 44,4 bilhões vendidos no período.

Isso se reflete em um grande número de lojas presentes neste setor.

Conforme a 3ª Pesquisa Nacional do Varejo Online, elaborada pelo Sebrae e o E-commerce Brasil, 30% das lojas virtuais do país estão no segmento de moda.

Esses números deixam claro que, com uma seleção adequada de produtos e uma operação eficiente é possível ser bem-sucedido nas vendas.

Para facilitar esse processo, listamos a seguir alguns tipos de produtos que podem ser o ponto de partida para a sua loja virtual.

1) Bolsas

Sucesso principalmente entre o público feminino, a venda de bolsas é uma opção versátil e rentável para divulgação nos marketplaces.

Entre as principais vantagens deste nicho está a ampla possibilidade segmentação: há bolsas exclusiva para gestantes, modelos vinculados a grandes grifes, além de uma ampla gama de modelos, cores e materiais.

Se você deseja investir no segmento de moda dentro das grandes redes varejistas, esse pode ser um excelente começo.

2) Mochilas 

O sucesso das bolsas ajuda a explicar por que a venda de mochilas também possui apresenta grande potencial dentro dos marketplaces.

O público consumidor deste tipo de produto é muito amplo: desde crianças em idade escolar até viajantes com perfil mochileiro. Isso sem falar em itens de proteção, como as mochilas para transporte de notebooks.

A oferta de itens ligados a marcas conhecidas, associada a vantagens como a oferta de garantia, tornam favorável o sucesso nas vendas destes itens.

canvas olist

3) Relógios

Uma das principais vantagens da venda online de relógios é a combinação de um item com alto valor agregado e custo baixíssimo de frete.

Isso torna a venda online altamente competitiva frente a concorrentes como as lojas físicas.

As possibilidades de segmentação também são imensas: relógios masculinos ou femininos, com diferentes modelos de máquina, pulseira e formato (analógico ou digital). Basta se concentrar em um público-alvo e reforçar o estoque.

Nesse caso o sucesso depende ainda do profissionalismo do lojista. Nem pense em anunciar réplicas ou falsificações, pois isso pode gerar reclamações e até mesmo o bloqueio da loja.

4) Óculos

O comércio de óculos segue uma lógica semelhante à dos relógios nas vendas em marketplaces.

Há uma grande variedade de modelos, marcas e materiais, com um ticket médio elevado e frete acessível.

Entretanto, é importante ressaltar que todos os produtos devem ser comercializados conforme a legislação vigente nesse setor.

Isso garante que a loja será mantida ativa e sem descumprir nenhuma lei.

5) Joias e bijuterias

Outra opção interessante para vendas online dentro do segmento de moda é a oferta de joias e bijuterias.

Nesse caso uma boa divulgação faz toda a diferença. É fundamental apresentar boas fotos, sob vários ângulos e descrições detalhadas, indicando detalhes como materiais, cores e tamanhos.

Também é importante realizar um bom acondicionamento dos produtos antes do envio, para reduzir o risco de danos ou extravios, já que se trata de um item com altíssimo valor agregado.

Conclusão

Os números mostram que o segmento de moda e acessórios possui um grande potencial de vendas, principalmente na internet.

Entretanto, isso não significa uma oportunidade de dinheiro fácil.

Para ser bem-sucedido, principalmente nas vendas em marketplaces, é essencial escolher subnichos com grande potencial de negócios.

Isso envolve a oferta de preços competitivos e um bom volume de itens em estoque.

Utilizando o Olist esse processo fica mais simples, já que é possível ampliar a exposição para inúmeras redes varejistas, com uma negociação e gestão centralizadas.

Conhece outros produtos de moda com potencial de vendas? Compartilhe com a gente nos comentários!


+ Nenhum comentário

Adicione o seu