O que é um marketplace, como pode aumentar suas vendas e diminuir o CAC?


O que é um marketplace, como pode aumentar suas vendas e diminuir o CAC?
5 (100%) 7 votos

O que é um marketplace, como pode aumentar suas vendas e diminuir o CAC?

O mundo digital apresenta-se sempre inovador, oferecendo a seus usuários novas formas de interagir com as pessoas, especialmente no que se refere a negócios. A web revolucionou a forma de relacionamento entre empresas e clientes, a maneira de comercializar produtos e prestar serviços. A quantidade de lojas virtuais é imensa, sendo que boa parte das transações comerciais é realizada em lojas virtuais e muitas empresas não existem fisicamente, somente no mundo virtual. O marketplace é uma inovação do mundo digital que vem dando muito certo, proporcionando a diferentes lojistas a oportunidade de vender seus produtos de forma prática e a um baixo custo.

Conheça um pouco mais sobre a modalidade de vendas e veja as suas vantagens! Quem sabe não é esta a solução que você estava procurando?

O que é um marketplace?

Um marketplace é também uma forma de comércio online — mas com o importante diferencial de que não possui os custos de um e-commerce tradicional. Por isso, costuma-se separar o e-commerce de um e-marketplace.

O marketplace funciona do seguinte modo: dentro de um único endereço eletrônico, várias empresas ou vendedores oferecem seus produtos, estabelecendo uma conexão direta com o cliente sem a necessidade de intermediários. Também é conhecido apropriadamente como shopping online.

Marketplace é mais uma adaptação do mundo virtual

Marketplace significa nada menos que “lugar de vendas” e, como geralmente acontece, é um estrangeirismo (adoção e uso de uma palavra de outro idioma, no caso, o inglês). O termo não é novo e já era usado para designar locais próprios onde se faz comércio variado com a presença de diferentes lojas e empresas.

Nos marketplaces vendem-se diferentes produtos e contam com vários lojistas, como é o caso de shopping centers, áreas comerciais em uma cidade, praças, feiras e outros lugares similares. Por isso, na internet, usa-se também a expressão e-marketplace, ou seja, marketplace eletrônico.

 

Tipos e exemplos de marketplace

O marketplace é uma modalidade de comércio eletrônico com boa estrutura e objetivos específicos, atuando dentro de um segmento também definido. O marketplace, para funcionar melhor, deve contar com um público determinado e com a relação estabelecida entre os polos do negócio. É possível classificar alguns tipos de marketplace virtual:

  • Empresas-Consumidores ou Fornecedor-Cliente (B2C – Business to Consumer);
  • Empresas-empresas (B2B – Business to Business);
  • Consumidores-Consumidores (C2C – Consumer to Consumer);
  • Empresas-Governo (B2G – Business to Government);
  • Governo-Cidadão (G2C – Government to Citizen).
contrate o olist agora mesmo

Exemplos de marketplace de sucesso

  • Extra: é uma plataforma de sucesso que reúne em apenas um site produtos de diferentes lojas que podem ser comprados pelos consumidores através de uma simples transação (mais de 200 mil produtos, incluindo calçados, roupas, utilidades domésticas, automotivos, cosméticos, casa e construção e assim por diante);
  • Saraiva: é uma livraria que comercializa não apenas livros, mas cursos, flores, viagens e perfumes (em parceria com a Sephora);
  • Elo 7: é o maior marketplace de artesanato e design do país;
  • Amazon: é uma plataforma mundial que vende produtos diferentes, incluindo livros, e-books, celulares, aplicativos e jogos;
  • Mercado Livre: é outro marketplace muito famoso, que gera oportunidades a pessoas físicas e jurídicas de disponibilizarem seus produtos para vender de forma direta a eventuais interessados.

E existem vários outros, como: Estante Virtual, Tanlup, Ebay, Submarino, Alibaba. Alguns são focados em apenas um produto ou categoria de produtos enquanto outros se destacam pela variedade de opções.

Vantagens do marketplace

Uma das principais vantagens de um marketplace para a empresa é o baixo custo para apresentar e vender seus produtos, sem burocracia ou outras complicações. Outras vantagens são:

  • É ideal para os empreendedores iniciantes, que desejam começar e dispõem de pouco capital e, às vezes, pouco conhecimento na área de vendas (o marketplace é uma forma de ampliar e desenvolver conhecimentos e potencial);
  • Pequenas empresas podem aproveitar o marketplace para otimizar o tráfego de sua loja virtual, divulgar mais e tornarem-se mais conhecidas, aumentando as possibilidade de captar mais clientes;
  • A relação marca-usuário torna-se mais estreita e promissora por causa da maior conectividade entre fornecedor-cliente;
  • Com o aumento da visibilidade de seus produtos, a empresa economiza dinheiro, gastando menos com publicidade e ampliando as oportunidades de vendas;
  • Maior volume de conteúdo específico se destacará nos sites de busca, favorecendo o tráfego (como o marketplace se compõe de várias lojas com conteúdos diversificados ou semelhantes entre si, é natural que os buscadores redirecionem para ele boa parte de seus resultados);
  • O acompanhamento das métricas do comércio virtual favorece a identificação de novas práticas e tendências que precisam ser adotadas para impulsionar seu negócio;
  • Amplia o potencial de competitividade da empresa, estimulando a oferta de preços mais atrativos e de promoções diversas, já que diversos estabelecimentos estão atuando no mesmo site (mais uma vez, as possibilidades de vendas são ampliadas);
  • Em resumo, o marketplace favorece o aumento das receitas, a redução de gastos, a variedade de produtos, o aumento do ticket médio da empresa, a fidelização de clientes.

É sempre importante lembrar que fidelizar clientes custa muito menos do que adquirir novos clientes.

O marketplace e a redução do CAC

CAC é a sigla para Custo de Aquisição de Clientes. Trata-se de uma métrica para avaliar os custos que uma empresa tem para conquistar um novo cliente. Geralmente, compara-se o CAC com o Valor do Tempo de Vida do Cliente (VTVC) e com outras métricas a fim de saber se o modelo de negócio adotado pela empresa é realmente válido. O que se pode constatar que adquirir um novo cliente envolve custos mais elevados que fidelizá-los. Dessa forma, o modelo de negócio proposto pelo marketplace é bastante eficaz.

Além de ser uma ferramenta poderosa, se bem utilizada, para fidelizar clientes através da propaganda direta, de promoções e descontos, de um relacionamento mais personalizado com o consumidor de seus produtos/serviços, o marketplace favorece a aquisição de clientes a custos baixos – e isso representa um grande benefício para qualquer empresa, especialmente as de pequeno e médio porte, que não podem fazer grandes investimentos por causa de restrições no capital de giro.

O campo de alcance de um marketplace é bastante vasto, mas é preciso compreender melhor os mecanismos por trás da modalidade para que sejam traçadas estratégias mais eficientes, que satisfaçam as necessidades de sua empresa. Pode-se dizer que o empresário dedicado ao seu empreendimento, que almeja o crescimento dele e já conhece as regras no mundo dos negócios não encontrará grandes dificuldades em trabalhar com marketplace.

O que achou do post? Já utiliza essa modalidade de negócio? O que pensa sobre marketplace? Experimente vender seus produtos através de um! Para mais informações sobre marketplace, leia o post “5 vantagens de vender seus produtos em um marketplace”, clicando aqui!



+ Nenhum comentário

Adicione o seu