Marketplace online – Porque grandes varejistas estão interessados nesse modelo de negócio


Marketplace online – Porque grandes varejistas estão interessados nesse modelo de negócio
5 (100%) 3 votos

Marketplace-online-Porque-grandes-varejistas-estão-interessados-nesse-modelo-de-negócioAtualmente, qualquer empreendimento que tenha intenção de se posicionar de maneira estratégica no mundo online, precisa se atualizar das tendências e dos novos modelos de negócio que surgem como o futuro para as Lojas Virtuais, como por exemplo, o Marketplace Online.

Mesmo sendo um dos modelos mais antigos de comércio eletrônico, atualmente o Marketplace vem despontando e atraindo interesse de grandes e-Commerces que vêm neste modelo uma alternativa muito eficaz para fugir da grande concorrência e garantir bons resultados.

Como já explicamos anteriormente aqui neste artigo, o conceito de Marketplace consiste basicamente em reunir de maneira direta e em um só ambiente compradores e vendedores. Ou seja, funciona como um grande shopping online onde consumidores conseguem comprar de diferentes varejistas em um só lugar e utilizando o mesmo carrinho de compras.

Para os pequenos lojistas, a grande vantagem de ter seu produto divulgado em um Marketplace Online é ampliar as vendas significativamente aproveitando-se da quantidade de tráfego que esses canais conseguem atrair, geralmente um número muito maior do que ele conseguiria de forma individual em seu próprio e-Commerce.

Outro grande benefício é o reconhecimento de marca que alguns desses canais conseguem agregar aos lojistas que tem seus produtos divulgados por eles. Porém, não são somente os pequenos varejistas ou lojistas de nicho que vêm uma boa oportunidade neste modelo de negócio, cada vez mais grandes e-Commerces estão migrando para o modelo de Marketplace.

Entenda porque os maiores varejistas do país estão gradativamente implementando o modelo de Marketplace.

Grandes varejistas e o Marketplace Online

Marketplace-online-Porque-grandes-varejistas-estão-interessados-nesse-modelo-de-negócio

Houve um tempo em que o e-Commerce no Brasil crescia em ritmo acelerado, proporcionando bons resultados principalmente para os grandes varejistas que já carregavam a credibilidade do comércio tradicional e assim, atraíram muitos clientes quando anunciaram a abertura de suas lojas virtuais. No entanto, a concorrência também cresceu de maneira muito rápida e hoje, mesmo esses grandes canais se depararam com a necessidade de ampliar o sortimento dos produtos de sua base para continuar atraindo mais clientes e manter o crescimento do negócio. E é aí que o modelo de Marketplace Online começa a fazer parte do roadmap desses grandes do varejo. 

contrate o olist agora mesmo

Atraídos pela descentralização do estoque e a possibilidade de alcançar diversos perfis de consumidores, os grandes varejistas passaram a abrir espaço em seus canais para que lojistas de menor porte ofereçam seus produtos e utilizem a base de clientes que eles já possuem. Dessa maneira, conseguem atingir um ponto estratégico do negócio que é escalar as operações rapidamente sem que aumente os gastos com estoque, logística e equipe.

O modelo de Marketplace torna isso possível porque, aumenta-se a entrada de vendedores de diferentes regiões o que otimiza a logística, desconcentra a responsabilidade do estoque para apenas um canal e ainda proporciona ao varejista um sortimento muito maior de SKU’s, fazendo com que eles atinjam uma enorme diversidade de clientes em potencial.

A esta altura, é correto dizer que o modelo de Marketplace favorece toda a cadeia, desde os consumidores que conseguem encontrar uma diversidade muito maior dentro de um só local, aos pequenos lojistas que podem aumentar sua gama de clientes por expor seus produtos dentro de canais já consolidados com grande tráfego diário e é claro, aos grandes varejistas que além de se beneficiarem com o aumento de clientes segmentados e estimular ainda mais as vendas com maior ticket médio, também conseguem ampliar sua receita através das comissões sobre as vendas.

Por esses motivos, estima-se que todos os varejistas do país gradativamente, irão se tornar marketplaces. Um exemplo disso, são os grandes nomes que já aderiram a este modelo como: Walmart, Grupo B2W (Americanas.com, Submarino, Shoptime), Nova Pontocom (Extra.com, Casas Bahia, Ponto Frio), entre outros que ainda estão em fase de implementação, como por exemplo, o Magazine Luiza.

Se os maiores canais de vendas estão preocupados em aderir ao modelo de marketplace é porque de fato é um negócio sólido e promissor. Mas como os pequenos lojistas também podem se beneficiar com isso?

Porque vender em um Marketplace Online 

Para lojistas de nicho ou pequenos varejistas, são inúmeras as vantagens de divulgar seus produtos junto a um grande Marketplace.

Primeiro pela quantidade de tráfego e clientes em potencial que esses canais conseguem atrair, isso com certeza afetaria de maneira positiva as vendas dos lojistas de pequeno porte que, dificilmente destinam investimentos em marketing para seu e-commerce.

Esse aumento nas vendas online é sem dúvidas um dos maiores benefícios para esses lojistas, mas outra grande vantagem de estar em um grande varejista é o fortalecimento da marca, afinal, ter uma loja virtual já não é mais um diferencial. Atualmente é raro ver uma empresa que ainda não possui seu próprio e-commerce.

Pensando nisto é imprescindível que você consiga se destacar no mercado e para isso, nada melhor do que estar nos maiores canais do país e aproveitar o renome desses varejistas para se posicionar como referência em seu segmento.

Como vender em um grande varejista

Marketplace-online-Porque-grandes-varejistas-estão-interessados-nesse-modelo-de-negócio

Existem diferentes formas de começar a vender em um grande varejista e o processo pode ser lento e burocrático, isso dependerá da forma que você vai escolher iniciar.

A maneira mais trabalhosa de conseguir colocar seus produtos no Marketplace de um grande varejista é “bater na porta deles”, ou seja ir atrás desses canais de forma individual.

Desta forma, você teria que entrar em contato com cada varejista e preencher o cadastro de parceiros que eles oferecem. Após algum tempo eles irão solicitar uma lista de documentos e certidões obrigatórias que você terá que fornecer, ao todo existem canais que chagam a pedir 20 certidões.

Depois de dar esse primeiro passo, você aguardará a aprovação do seu cadastro e quanto isso acontecer (pode levar alguns meses) é hora de começar a cadastrar seus produtos.

Todo esse processo individual até ver seu produto divulgado dentro do canal, pode durar em torno de 6 a 8 meses. Paciência!

Uma outra opção mais rápida e muito menos burocrática seria utilizar o Olist para facilitar todo esse processo.

O Olist é uma plataforma responsável por conectar lojistas, fabricantes e criativos aos maiores canais de vendas do país, como: Submarino, Americanas.com, Shoptime, Walmart, Extra.com, Casas Bahia, Ponto Frio, entre outros.

É a única plataforma que, além de conectar o seu negócio aos maiores canais de vendas de uma maneira rápida e eficaz, ainda permite que você gerencie seus pedidos, estoque, vendas e mensagens, tudo em um só lugar de maneira simples e prática no ritmo que o seu negócio precisa.

Solicite um contato com um especialista e amplie suas vendas online fazendo dos maiores varejistas do Brasil a sua loja virtual.



2 Comentários

Adicione o seu
  1. 1
    Solange Lima

    Boa noite!
    Já fiz contato ano passado com Extra, Walmart e Submarino para oferecer meus produtos e infelizmente eles não se interessaram, uma pena! Meus produtos são naturais e talvez não seja o foco desse tipo de negócio. Hoje já vendo para um marketplace que vende somente produtos de qualidade de vida e bem estar.
    Abraços,
    Solange

+ Deixe um Comentário