Não sabe o que vender online ou está faturando pouco? Planeje!


Não sabe o que vender online ou está faturando pouco? Planeje!
5 (100%) 8 votos

Não sabe o que vender online ou está faturando pouco? Planeje!

Sua loja não está vendendo ou você ainda tem dúvidas sobre quais os melhores produtos para vender online?

Não é raro encontrar lojistas que estão iniciando uma operação de venda online e enfrentam esse tipo de dificuldade.

Isso está associado a diversos fatores: inexperiência, escolha inadequada do portfólio, falta de conhecimento sobre a operação de vendas, pouca divulgação, etc.

Entretanto, a performance abaixo do esperado não pode ser motivo para frustração com essa estratégia de venda.

Com ajustes na operação e na estratégia comercial, é possível reverter esse cenário e buscar melhores resultados.

Apresentamos neste post alguns aspectos que podem ajudar você a resolver o problema de poucas vendas ou performance ruim. Confira!

contrate o olist agora mesmo

1) Leve em conta os canais de venda 

Ainda que o e-commerce seja uma estratégia de vendas, ela se divide em vários canais distintos. Identificar e escolher o melhor canal em meio a essas opções é o primeiro passo para obter resultados positivos.

O leque é amplo e contempla desde um e-commerce próprio até a venda via redes sociais ou utilizando sites de terceiros, como os marketplaces. Determinadas categorias de produto podem ter sucesso em alguns desses canais ou insucesso completo em outros.

Se o desempenho na loja própria está abaixo do esperado, vale a pena apostar em canais alternativos e verificar qual a performance em cada um deles. Isso pode ser decisivo para reverter um cenário negativo.

2) Avalie se há contexto para o produto

Outro ponto relevante na avaliação de um produto é avaliar como ele pode ser comercializado. Trata-se de um item que as pessoas costumam comprar pela internet? A relação entre preço de venda e valor do frete torna essa aquisição competitiva? O item pode ser facilmente postado via Correios ou transportadora, sem risco de quebras ou avarias?

Caso alguma dessas perguntas tenha gerado uma resposta negativa, a solução é pensar em um formato distinto de venda ou simplesmente remover o item do portfólio.

3) Planeje a apresentação do produto

O sucesso na venda de um produto também depende da forma como ele é apresentado. Alguns itens possuem compras altamente correlacionadas, como uma combinação de capinha de celular, película e cartão de memória, por exemplo. Neste caso, uma solução interessante é apostar na venda de todos os itens de forma unificada, em um só kit.

Também vale a pena pensar na quantidade. Ao invés de oferecer apenas uma unidade de um produto com baixo custo, como uma lâmpada, não é melhor criar um kit com várias unidades? Isso dilui os gastos do frete para o consumidor final, ao mesmo tempo em que eleva o tíquete médio da venda.

canvas olist4) Tenha foco e elabore um portfólio selecionado

Trabalhar com foco pode ser o aspecto decisivo para o sucesso nas vendas da loja virtual. Um portfólio de produtos muito amplo e variado reduz o grau de especialização do negócio, ao mesmo tempo em que torna mais complexa a gestão de estoques e compras.

Ao atuar com um conjunto específico de itens é possível contar com uma profundidade maior de estoque, favorecendo a negociação de preços e o relacionamento com os fornecedores. Um grau mais elevado de especialização também contribui para avaliar elementos como a qualidade dos fornecedores, impactando diretamente na satisfação dos consumidores finais.

5) Observe as tendências

Monitorar as tendências de consumo e comercializar produtos alinhados com esses padrões de comportamento é outra forma de selecionar bons itens para venda e obter um desempenho comercial positivo.

Mas esse é um aspecto que requer atenção. Seguir modismos ou tendências altamente efêmeras pode representar um grande risco para o negócio, já que você pode entrar tardiamente no mercado, correndo o risco de ficar com o estoque encalhado.

Ferramentas como o Google Trends são uma boa referência para identificar padrões de comportamento. Observe os fatos e desenvolva uma estratégia que não exponha o negócio a grandes riscos.

6) Fique atento às informações de mercado

Além de monitorar tendências, informações oficiais de mercado também são outra referência para identificar categorias e produtos com bom potencial de venda online.

Um dos estudos mais abrangentes e relevantes sobre o setor é a pesquisa Webshoppers, produzida pela Ebit. O Olist resumiu os principais dados do estudo em um infográfico exclusivo, que pode servir de referência na escolha do portfólio.

Outra fonte relevante são as Grandes Listas Olist. Tratam-se de seleções de produtos criadas com base na nossa experiência comercial nas vendas em grandes redes varejistas (marketplaces), que têm demanda testada e comprovada junto ao consumidor final.

Conclusão: só vender online não basta

Se você não sabe o que vender ou está vendendo muito pouco, o simples fato de estar presente no e-commerce não irá resolver essas questões. Um bom portfólio de produtos é fruto de análise, monitoramento constante do mercado e muitas experimentações.

Além disso, é bom lembrar que dificilmente as vendas vão acontecer da noite para o dia. O lojista precisa ter paciência sem ser cabeça-dura, acreditando no potencial do negócio sem se manter preso a uma ideia fixa. Assim, os melhores resultados vão aparecer naturalmente.

Ainda tem dúvidas sobre como ampliar o faturamento da loja virtual? Então confira este post que apresenta 6 nichos com grande potencial de vendas online.


+ Nenhum comentário

Adicione o seu