Qual o caminho para ter seu próprio negócio online?


Avalie este post

Quanto custa ter seu próprio negócio online?

Ao optarem por ter seu próprio negócio na internet, muitas pessoas pensam que basta ter uma ideia e, como mágica, as fotos dos seus produtos serão anexadas às ofertas e estará pronto o seu site de e-commerce! Mas, apesar de ser algo que está ao alcance da maioria dos novos empreendedores, existem detalhes que devem ser colocados no orçamento antes de partir para a fase de comercializar mercadorias e ganhar dinheiro. Separamos a seguir uma série de informações úteis sobre os custos de montagem e preparo de uma loja virtual, mostrando das possibilidades diversas de escolha de plataforma.

O que deve ser colocado no planejamento na hora de ter seu próprio negócio online? Confira abaixo!

Plataforma

Todo site que comercializa produtos e serviços na internet demanda uma boa plataforma que hospedará o seu conteúdo. Dessa forma, o ideal é pesquisar sobre a que oferece as melhores soluções para a quantidade de tráfego que o seu site terá. Também é necessário entender a respeito de quanto conteúdo apresenta e até mesmo quais os recursos disponíveis aos clientes, como pagamento com cartão e rastreamento.

Na hora da escolha da plataforma, algo a se considerar é a opção pelo Marketplace. O marketplace é interessante e econômico, considerando-se a quantidade de visitas que costuma receber. É um site que armazena diversas marcas diferentes dentro do seu nicho e que costuma ser uma boa escolha para quem está começando em função do seu custo baixo e da sua visibilidade.

contrate o olist agora mesmo

Impostos e tributos

Quem opta em ter seu próprio negócio envolvendo a venda de produtos e serviços precisa também estar a par da legislação a respeito da tributação que é exercida para esta finalidade comercial. É claro que isso dependerá das questões patrimoniais e do tipo de mercadoria que você comercializará. O ideal é contar com a ajuda de algum especialista para que você não seja pego de surpresa

Logística

Outro custo que deverá ser colocado em pauta é a logística de envio das mercadorias e, inclusive, a ordem reversa, que é quando os clientes desejam realizar a troca ou a devolução dos produtos. Cabe verificar qual serviço pratica os melhores preços, se são os Correios ou empresas particulares.

Armazenamento

É necessário que você precise de espaço para alocar as mercadorias que vende? Então, você terá que pensar onde e quanto isso lhe custará. Nesse sentido, uma boa dica é saber a demanda de clientes que certamente serão atendidos dentro de um período, para que desperdícios de mercadoria parada e até perecimentos não prejudiquem a saúde financeira do seu e-commerce.

Planejamento

Um bom planejamento prévio é muito importante. Conhecidas as principais razões de custo para ter seu próprio negócio, é hora de se planejar e pensar na questão financeira no que diz respeito ao envolvimento dos seus próprios bens.

Também é prudente pensar em como será feita a captação de recursos e a administração do negócio. Mais do que ter dinheiro para comercializar produtos e serviços na internet, é importantíssimo que o objetivo principal disso seja concreto: o lucro.

Achou o nosso post de hoje interessante? Você também poderá gostar do nosso artigo: “Entenda porque você deve acompanhar a jornada do consumidor no ecommerce”. Confira!


+ Nenhum comentário

Adicione o seu