Tira-dúvidas: tudo o que você precisa saber sobre vendas em marketplaces


Tira-dúvidas: tudo o que você precisa saber sobre vendas em marketplaces
5 (100%) 3 votos

Tira-dúvidas: tudo o que você precisa saber sobre vendas em marketplaces

A popularização e o bom desempenho comercial dos marketplaces têm levado muitos lojistas a buscarem mais informações sobre como funciona e como é possível utilizar esse canal de venda. Mas, por se tratar de um segmento relativamente novo no mercado brasileiro, ainda é difícil encontrar de uma maneira simples e prática todas as respostas sobre este tema.

Se você chegou ao blog Universo Marketplace, saiba que esse é um excelente começo para ficar melhor informado. Reunimos neste espaço diversos e-books, infográficos, planilhas e blog posts que detalham diversos aspectos deste setor, de forma simples e prática.

E para facilitar ainda mais o entendimento sobre esse assunto, preparamos esta série de perguntas e respostas (FAQ) sobre os marketplaces, eliminando as dúvidas mais recorrentes sobre o tema. Confira!

 1- O que são marketplaces? 

Um marketplace nada mais é do que um shopping center virtual. Ele reúne diversos lojistas em um único espaço, atraindo o público e disponibilizando toda a infraestrutura para venda. Isso é feito por meio de uma plataforma digital estruturada, na qual há categorização de produtos, facilidades de pagamento e segurança de dados nas transações.

Alguns exemplos de marketplaces são a Americanas.com, Submarino, ShoptimeWalmart, Mercado Livre, Extra.com, Ponto Frio, Casas Bahia, entre outros.

 2- Como os marketplaces ganham dinheiro?

Os marketplaces cobram uma comissão sobre cada venda concretizada. Esse valor serve para custear a operação e manutenção do serviço, além do lucro para o negócio. Há diversas variáveis que influenciam a taxa cobrada, podendo oscilar entre 15% e 30%.

O principal interesse dos grupos em atrair mais lojistas para um mesmo site é a ampliação de portfólio e o ganho de competitividade em termos de preço.

contrate o olist agora mesmo

 3- Custa caro vender em marketplaces? 

Não, pois não há cobrança inicial para o uso do serviço, apenas comissões após a concretização das vendas. Construir um e-commerce do zero custa muito mais, já que é necessário arcar com despesas de desenvolvimento, manutenção, marketing, entre outros.

4- Qual a vantagem em vender nos marketplaces?

Num primeiro momento, as comissões cobradas pelos marketplaces podem assustar. Entretanto, é preciso levar em conta que a escala de venda possível de ser atingida no site de uma grande rede varejista é consideravelmente maior. É possível compensar facilmente o valor pago em comissões com um aumento na quantidade de produtos vendidos.

Outra vantagem é que toda a infraestrutura para venda já está pronta. Basta fechar um contrato, cadastrar produtos, esperar a aprovação e fechar vendas. Caso apareça algum problema basta cancelar o contrato e deixar de utilizar o serviço, sem grandes prejuízos.

5- Qualquer lojista pode vender em um marketplace?

Não. Lojas não formalizadas, vendendo produtos sem nota fiscal, não podem vender nos marketplaces. O mesmo vale para lojas com baixo volume de estoque.

Existem, ainda, restrições para quem trabalha com produtos perecíveis ou armas, por exemplo. Se o meio de transporte utilizado for o dos Correios, também é preciso respeitar as regras de tamanho e itens que podem ser enviados.

6- Preciso ter um e-commerce para vender em marketplaces?

Não necessariamente. Existem muitos pequenos e médios empresários que não possuem lojas virtuais, mas vendem online por meio dos marketplaces. Contudo, é preciso ter conhecimento sobre como as vendas online funcionam, já que a operação online pode ser bem diferente de uma loja física.

7- O que é buy box?

É muito comum que um produto anunciado em um marketplaces tenha mais de um fornecedor. Neste caso as redes varejistas criam apenas uma página de anúncio, agregando todos os lojistas.

Quando isso ocorre, uma das lojas ganha destaque em relação as demais. Esse espaço de destaque é a buy box. Essa parte da página é importantíssima, pois costuma concentrar a maioria das vendas. Fatores como reputação, preço e pontualidade de entrega determinam qual vendedor vai conquistar a buy box.

8- É complicado vender em marketplaces?

Se você já trabalha com vendas, não. A rotina e as obrigações são semelhantes às do mundo offline. Entre as principais diferenças estão a atenção reforçada ao prazo de entrega e o pós-venda, resolvendo questões como trocas e devoluções.

É possível firmar um acordo de forma independente para vender nos marketplaces, porém isso exige negociação e a apresentação de uma série de documentos. Com ferramentas como o Olist é possível descomplicar esse processo, realizando todos os trâmites uma única vez para venda em todos os canais.

Você tem mais alguma pergunta sobre marketplace que ainda não foi respondida aqui? Compartilhe nos comentários que vamos providenciar a resposta!



+ Nenhum comentário

Adicione o seu